Diferença Entre Conta Conjunta Simples (E) e Solidária (E/OU)

A conta conjunta é um tipo especial de conta bancária cuja principal característica é a existência de mais de um titular. Dito de outro modo, a gestão da conta é feita por duas ou mais pessoas, sendo que todos os titulares podem realizar saques, transferências e pagamentos.

Muitos casais optam pelo uso da conta conjunta. Dessa forma, ambos os cônjuges têm acesso ao dinheiro de forma compartilhada. A utilização da conta conjunta também ocorre bastante entre sócios de uma empresa, associações e membros de uma mesma família.

O mais importante para que a conta conjunta seja bem administrada é que haja pela confiança entre os titulares. Afinal, compartilhar dinheiro pode criar problemas sérios, ainda mais se houver discordância entre as pessoas sobre o modo como ele é gasto.

Os bancos oferecem dois tipos de conta conjunta: simples, também conhecida com E, e a solidária, chamada de E/OU. Elas se diferenciam pelo modo como o saldo e os serviços financeiros são geridos. Agora, vamos entender melhor cada uma delas.

Conta Conjunta

Será que vale a pena ter uma conta conjunta?

Conta Conjunta Simples – E

A conta conjunta simples tem mais de um titular, mas todos eles precisam estar de acordo para que seja feita uma movimentação. Assim, se você tem uma conta compartilhada com um sócio e ele quer fazer uma grande retirada em dinheiro, é necessária a sua aprovação para que a transação seja efetivada. Ela é chamada de E justamente porque todos os titulares agem conjuntamente, ou seja, titular 1 E titular 2 decidem como vão usar a conta. Por isso, esse tipo de conta é mais indicada para sócios e associações, que precisam de maior proteção e segurança nas operações compartilhadas.

Conta Conjunta Solidária – E/OU

Na conta conjunta solidária qualquer um dos titulares pode movimentar a conta sem a autorização do outro. Dessa forma, um casal pode ter acesso ao salário do outro e gastar como bem entender. A conta conjunta recebe o nome de E/OU por que as decisões podem ser tomadas em conjunto ou individualmente. Todos os titulares recebem um cartão de movimentação da conta, cheques (se for o caso) e podem contratar serviços sem a necessidade da aprovação do outro. Como essa modalidade exige maior nível de confiança, seu uso é indicado para casais e membros da mesma família.

Outras Informações:

  • Em caso de falência de um dos participantes da conta, é necessário comunicar o banco para que sejam tomadas as devidas providências. Os recursos precisam ser inventariados pois os descendentes têm direito à herança deixada pelo falecido.
  • O encerramento da conta conjunta quase sempre exige que todos os titulares assinem do documento de cancelamento do contrato. Em alguns casos, porém, um dos membros poderá usar uma notificação extrajudicial para encerrar a conta mesmo sem a assinatura dos demais.
  • conta conjunta solidária pode ser mais indicada para casais, mas é sempre importante lembrar que o uso compartilhado do dinheiro pode trazer problemas. O casal deve conversas sobre as finanças e manter um orçamento familiar único para que o esquema funcione.
  • Antes de abrir uma conta conjunta, leia atentamente o contrato e converse com o gerente do banco para esclarecer dúvidas. Só assim você poderá aproveitar os benefícios desse tipo de conta sem riscos.

RSS por email

Deixe sua opinião “Diferença Entre Conta Conjunta Simples (E) e Solidária (E/OU)

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.