O Que Pode Ser Usado Como Comprovante de Renda?

Os comprovantes de renda são bastante exigidos no mercado financeiro para produtos relacionados à oferta de crédito, como os cartões, empréstimos e financiamentos em geral, bem como para a abertura de conta bancária. Esse tipo de documento, como o próprio nome indica, serve para comprovar determinada renda mensal. A partir desse dado, as instituições financeiras conseguem determinar a disponibilidade de crédito para aquela pessoa, além de definir qual é o tipo de pacote de serviços bancários mais adequado.

A dúvida de muitos brasileiros em relação à comprovação de renda é: o que posso usar como comprovante? Sobretudo no caso dos profissionais autônomos e liberais, a documentação pode ser um pouquinho mais complicada, mas ninguém pode ser prejudicado pela ausência de um comprovante semelhante ao contracheque. Os bancos, na maior parte das vezes, conseguem negociar o tipo de documento a ser aceito, aceitando, por exemplo, o extrato da conta para esse fim.

Legalmente falando, quatro documentos principais poderão ser usados como comprovante de renda: a declaração do imposto de renda, a carteira de trabalho, o contracheque ou a DECORE. Para que você entenda melhor, vamos explicar detalhadamente cada um desses documentos:

Declaração do IR

A declaração do imposto de renda conta com várias informações financeiras importantes. Por isso, ele pode ser usado para comprovar renda nas solicitações de financiamento, empréstimo e outras linhas de crédito.

O banco, porém, poderá exigir outros documentos complementares, já que essas informações se referem ao ano anterior. Nesse caso, o extrato bancário ou a carteira de trabalho podem servir, dependendo do que for definido pela instituição financeira. O ideal é conversar com o gerente ou responsável pela solicitação para saber exatamente quais documentos utilizar.

Carteira de Trabalho

A carteira de trabalho assinada também serve como comprovante de renda quando o indivíduo tem um salário fixo.

Alguns problemas podem ocorrer no uso do documento, principalmente quando a empresa não coloca o valor total dos rendimentos na carteira (como comissão e outros benefícios que o trabalhador possa vir a receber). Também, nessas situações, é possível negociar o uso de documentos complementares que possam comprovar sua renda mensal total. A dica é a mesma do caso anterior: converse com o gerente sobre a sua situação e veja o que é possível fazer para que o comprovante não prejudique sua aquisição de crédito.

Contracheque ou Holerite

Comprovante de Renda

Comprovante de Renda

O contracheque ou holerite é o documento emitido pelo pagador com informações sobre os recebimentos brutos e líquidos daquele funcionário. Por isso, ele é a melhor opção para quem precisa comprovar renda.

Geralmente são exigidos os 3 últimos contracheques mas, dependendo do tipo de trabalho realizado (como horistas ou pessoas com salário variável), a solicitação pode ser de 6 contracheques. Essas exigências, no entanto, vão depender da instituição financeira. Vale lembrar também que a emissão do holerite é uma obrigação de quem paga o salário.

DECORE

A DECORE (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos) é um documento emitido por um contador que serve justamente para a comprovação de renda. Ela normalmente é usada por autônomos e empresários que não conseguem comprovar renda com os documentos acima mencionados.

Para que a DECORE seja válida, é preciso que ela seja feita por um profissional devidamente registrado no Conselho Regional de Contabilidade. Por isso, para emitir a declaração é preciso que você procure um contador e verifique quais são os documentos necessário para que ele faça a DECORE.

Outros Comprovantes

Como mencionamos anteriormente, outros documentos poderão ser aceitos para a comprovação de renda.

Um deles é o extrato bancário, que não é um comprovante oficial, mas pode servir em algumas situações. Para tanto, é preciso que ele contenha informações sobre suas movimentações financeiras nos últimos 3 meses. A assinatura do gerente do banco também é indicada para dar mais credibilidade ao documento.

As financeiras costumam ser menos exigentes com relação a esse comprovante, aceitando boletos quitados, contas pagas e cartões de crédito. Isso, é claro, vai variar de instituição para instituição.


RSS por email

Deixe sua opinião “O Que Pode Ser Usado Como Comprovante de Renda?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.