Quanto Tempo Demora a Compensação Bancária?

Os prazos de compensação de depósitos e pagamentos são, em outras palavras, o tempo que o banco leva para realizar essas operações. Num primeiro momento, as terminologias podem ser um pouco complexas, mas, na verdade, a explicação é bem simples.

Mas, é importante entender as diferenças entre as modalidades de depósitos, que podem ser realizados na boca do caixa, por envelope ou por meio de transferências online, por exemplo. Também devemos considerar a diferença nas modalidades de pagamentos que podem variar entre cartão de crédito, boleto bancário, débito automático, dentre outros.

Quando fazemos alguma movimentação de dinheiro em um banco, há uma série de procedimentos que são feitos antes que a transação seja finalizada. É nessa etapa do processo que ocorre a conferência de valores e dados para liquidação ou transferência de recursos, chamada de compensação bancária.

A nomenclatura vale para qualquer transação regulada pelo Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) ou pelo Banco Central. Assim, o prazo para compensação de cheques, transferências, depósitos, pagamentos e outras operações segue as regulamentações brasileiras, ainda que hajam algumas variações.

O que é D+0, D+1, D+2 e D+3

Todas as instituições financeiras regidas pelo SPB utilizam a mesma terminologia em relação ao prazo de compensação bancária.

O que facilita o entendimento do usuário independente do banco utilizado. Elas seguem a fórmula D + n em que D significa o dia do depósito e n significa o número de dias úteis a mais necessários para a compensação daquela transação.

Dessa forma, se determinada operação tem compensação de D + 3, isso quer dizer que o banco pode levar até 3 dias úteis para realizar a transação. Se for um depósito, por exemplo, o dinheiro cairá na conta do beneficiário dentro desse prazo.

Prazo de Compensação de Depósitos

Dependendo do modo como o depósito será feito, o prazo de compensação poderá ser maior ou menor. Veja as diferenças:

  • Depósito em dinheiro na boca do caixa (diretamente na agência) – cai imediatamente (D + 0);
  • Depósito em dinheiro no envelope – até o fim do dia útil (D + 0) se for depositado até as 16h ou até o final do dia útil seguinte (D + 1) se for depositado depois das 16h;
  • Depósito em cheque na boca do caixa (diretamente na agência) – dia do depósito + 72 horas úteis (D + 3);
  • Depósito em cheque no envelope – dia de depósito + 72 horas úteis (D + 3) se for depositado até as 16h ou dia útil seguinte + 72 horas úteis (D + 4).

Observando as informações, é possível notar que as transações com cheque são mais demoradas, justamente porque a necessidade de conferência dos dados é maior.

Prazo de Compensação de Transferências: TED e DOC

Compensação Bancária

Prazos para Realizar uma Compensação Bancária

As transferências entre contas também têm prazos de compensação distintos dependendo do modo como são realizadas. Observe:

  • Transferências entre contas do mesmo banco – imediatamente (D + 0);
  • Transferência entre contas de bancos diferentes via DOC – dia da transferência + 1 dia útil (D + 1);
  • Transferência entre contas de bancos diferentes via TED – no mesmo dia (D + 0).

Prazo de Compensação dos Pagamentos

Os pagamentos costumam gerar muitas dúvidas, porque os consumidores tendem a acreditar que a compensação acontece imediatamente, o que nem sempre acontece. Veja:

  • Boleto bancário – dia do pagamento mais 72 horas úteis (D + 3);
  • Cartão de crédito – imediatamente (D + 0) ou em até 24 horas (D + 1).

Isso quer dizer que se você faz uma compra pela internet utilizando o boleto bancário, a loja pode levar mais de 72 horas para receber o pagamento. Durante esse tempo, sua mercadoria não será enviada.

Agora que você já sabe que cada transação tem um período de compensação diferente, certamente ficará mais fácil administrar pagamento, depósitos e transferências. Conhecer esses prazos é fundamental para evitar confusões.

É muito comum, por exemplo, que alguém deposite um cheque na própria conta e já comece a gastar no dia seguinte, sem levar em consideração o tempo de liquidação. Esse tipo de erro pode levar a pequenos rombos no orçamento e até mesmo ao endividamento. Antes de fazer qualquer operação bancária, vale a pena ler um pouco mais sobre esses prazos para não ter dúvidas.


RSS por email

Deixe sua opinião “Quanto Tempo Demora a Compensação Bancária?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.