Como Funciona o Cartão de Débito?

Na hora de pagar, a pergunta que sempre escutamos é: crédito ou débito? E muita gente “trava” nesse momento, na  dúvida sobre qual é a melhor forma de pagamento.

Apesar de funcionarem no mesmo cartão, as funções “crédito” e “débito” são muito diferentes. O cartão de crédito é uma espécie de empréstimo (por isso, “de crédito”). O banco ou financeira empresta o limite ao cliente e ele paga no vencimento da fatura. Quando a conta é quitada dentro do prazo e no valor total, não existem cobranças de encargos, fora a anuidade.

E o cartão de débito, também funciona como um empréstimo? Ele é mais seguro que cartão de crédito? Vamos entender um pouco melhor sobre as operações feitas no débito.

O que é um Cartão de Débito?

O cartão de débito é necessariamente vinculado à conta corrente do usuário. Quando alguém se torna correntista, o banco emite um cartão magnético que serve para movimentar a conta em caixas eletrônicos e também para realizar pagamentos no débito (a função crédito também pode ser desbloqueada se o cliente passar por uma análise financeira).

Como comentamos, o cartão de crédito recebe esse nome porque há um limite de crédito liberado pela instituição financeira. Já o cartão de débito é chamado assim porque as despesas são debitadas automaticamente do saldo da conta.

A bandeira do cartão é a responsável por intermediar a operação. Assim, quem tem um cartão Mastercard poderá usar a função débito em estabelecimentos que aceitem a marca. O mesmo vale para outras bandeiras, como Visa, Elo e American Express.

Cartão de Débito

Saiba mais sobre as funções do cartão de débito

Como São Feitas as Compras no Débito?

Quando o cliente realiza uma compra na função “débito”, a administradora da maquininha consulta a operadora do cartão, que eletronicamente libera o pagamento. Essa transação é feita de forma bem rápida, quase instantânea. Após a autorização, o valor da compra é descontado do saldo disponível na conta do cliente.

Importante: é possível fazer compras com débito em conta corrente ou conta poupança, desde que você tenha o cartão em mãos.

Se você tem, por exemplo, saldo disponível em sua conta de R$1 mil e realiza uma compra no débito no valor de R$200, após a autorização da transação o seu saldo passará a ser de R$800. Por isso, as compras no débito automático exigem um maior cuidado por parte dos clientes em relação ao saldo da conta. Quando não há limite a compra pode não ser autorizada ou, o que é pior, o indivíduo aciona o cheque especial.

Cuidado Com o Cheque Especial

O cheque especial, assim como o cartão de crédito, é uma forma de empréstimo. Ele é atrelado ao saldo da conta e serve para cobrir despesas que excedem esse limite. Assim, se você fizer um pagamento no débito mas não tiver saldo suficiente, o cheque especial cobre a quantia excedente até que o cliente receba dinheiro em sua conta para pagar o valor emprestado.

Os juros do cheque especial são bem altos. Por essa razão, esse serviço só deve ser usado em situações realmente emergenciais. Para evitar o uso desnecessário, esteja sempre de olho no saldo da conta corrente. A consulta pode ser feita de forma rápida no internet banking, aplicativos para celular e caixas eletrônicos.


RSS por email

Deixe sua opinião “Como Funciona o Cartão de Débito?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.