Máquinas de Cartão Para Autônomos e Profissionais Liberais

Os cartões de crédito e débito são cada vez mais utilizados para compras e pagamentos. Por essa razão, autônomos e profissionais liberais precisam se adequar, buscando meios de receber esses cartões. Você já deve ter visto taxistas, vendedores ambulantes, psicólogos e outros profissionais utilizando uma máquina de cartão comum. Várias empresas disponibilizam as maquinetas para pessoas físicas, desde que sejam apresentados os documentos comprobatórios para aquisição.

Pensando nisso, hoje explicaremos como autônomos e profissionais liberais podem adquirir uma máquina de cartão. Para tanto, usaremos como base as exigências feitas pelas duas principais empresas do ramo em nosso país: a Rede (antiga Redecard) e a Cielo. As demais empresas costumam exigir os mesmos documentos, com algumas variações.

Leitor de Cartão

O leitor de cartão é uma alternativa para liberais e profissionais autônomos

Qualquer pessoa pode ter uma máquina de cartão?

O processo para aquisição das máquinas de cartão mais tradicionais costuma ser bem burocrático. Por isso, nem todos os autônomos, profissionais autônomos e outras pessoas físicas conseguem ter acesso ao produto. O credenciamento tem alguns pré-requisitos em relação ao registro dos profissionais que solicitam as maquinetas. Veja:

  • Os profissionais liberais devem estar devidamente registrados nos Conselhos Regionais específicos de sua área de atuação, como CRM, CRO, CREA e etc.;
  • O registro profissional também é exigido aos profissionais autônomos, que precisam apresentar documentos que comprovem que sua atividade é regulada por algum órgão.

Documentos Necessários

Ao procurar uma das empresas responsáveis pela administração de máquina de cartão, será preciso apresentar documentos relacionados ao ramo de atuação profissional, além de dados bancários e outros documentos pessoais. Para profissionais liberais são exigidos:

  • Formulário de credenciamento devidamente preenchido;
  • Original e cópia da carteira do Conselho Regional específico de sua profissão;
  • Original e cópia do CPF;
  • Comprovante bancário emitido pelo banco onde o profissional tem conta;
  • Agência e número da conta bancária para recebimento dos pagamentos.

Os autônomos, por sua vez, devem apresentar:

  • Formulário de credenciamento devidamente preenchido;
  • Documentos relativos à regulamentação de sua atividade profissional, tais como alvará de funcionamento, documento de arrecadação municipal ou matrícula de registro na prefeitura (esses documentos variam de acordo com a legislação de cada município);
  • Comprovante bancário emitido pelo banco onde o autônomo tem conta;
  • Agência e número da conta bancária para recebimento dos pagamentos.

Alternativas para pessoas físicas

Como você pode notar, as exigências de documentação podem tornar a aquisição de uma máquina de cartão quase impossível, uma vez que nem todos os interessados possuem registros de suas profissões. Nesses casos, a melhor opção é recorrer às intermediadoras de pagamento online, que oferecem serviços de recebimento de cartão com menos burocracia – e custos menores, dependendo da sua área de atuação.

Empresas como PagSeguro, PayPal, MercadoPago, Payleven, iZettle do Santander e outras permitem que qualquer pessoa física possa receber pagamentos com cartão pagando apenas uma taxa sobre as transações realizadas. Muitas delas oferecem os leitores de cartão, que podem ser acoplados ao smartphone. Dessa forma, o aparelho funciona como um maquininha, porém de forma mais simples e sem pagamento de aluguel.

A escolha irá depender, obviamente, das necessidades de cada pessoa. Se o seu volume de recebimentos não é muito grande, os leitores de cartão podem atender melhor, pois os custos tendem a ser menores. O ideal é comparar as taxas para chegar à melhor decisão.


RSS por email

Deixe sua opinião “Máquinas de Cartão Para Autônomos e Profissionais Liberais

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.