O que Fazer Quando a Proposta do Cartão de Crédito é Recusada

Imagine a seguinte situação: um amigo pede para que você seja seu fiador em um contrato de financiamento de um imóvel. O problema é que você o conhece bem, sabe que ele não costuma pagar as contas em dia e vive gastando mais do que tem. Nesse caso, você aceitaria ser fiador? A maior parte das pessoas certamente recusaria, pois há grande risco dele não pagar a dívida e você ficar com o nome sujo.

Os bancos também buscam conhecer a vida financeira de quem está solicitando crédito, a fim de verificar se o indivíduo é um “bom pagador”. Esse processo, conhecido como análise de crédito, é feito em várias situações, como financiamentos, empréstimos e emissão de cartões de crédito. Assim, as instituições financeiras  podem aprovar ou não essas operações com base nos dados da análise.

Proposta de Cartão Rejeitada

Muitos leitores do Crédito e Débito nos enviam comentários dizendo que tiveram uma proposta de cartão rejeitada. A quantidade de pessoas querendo possuir um cartão de crédito tem aumentado bastante. Consequentemente, as reprovações de propostas também aumentam.

Isso acontece quando a pessoa não é aprovada na análise de crédito. Alguns fatores costumam pesar nesse resultado, como:

  • Renda mensal menor que o mínimo exigido;
  • Dívidas anteriores;
  • Financiamentos e empréstimos que comprometam a renda;
  • Ter o nome nos cadastros do SPC ou Serasa.

Mas também pode acontecer de você ter um bom emprego, manter as contas em dias, não estar negativado na praça e ainda assim ter a proposta recusada. Essa é uma situação bastante desagradável, mas infelizmente pode acontecer a qualquer pessoa.

O que Fazer

Quem teve uma proposta de cartão de crédito negada pode buscar aumentar o seu credit scoring, que é uma espécie de pontuação de crédito, usada pelas financeiras para medir o risco que correm ao conceder crédito para uma determinada pessoa. Essa pontuação representa o histórico financeiro de quem solicita crédito no mercado.

Análise de Crédito

Entenda a análise de crédito dos cartões e saiba o que fazer quando se tem uma proposta recusada

Mas se você souber que a reprovação do crédito foi devido à sua renda, se ela não estiver dentro do valor exigido, ou está muito próxima do mínimo exigido, por exemplo, vale a pena tentar um outro cartão com limite menor. Talvez você nem precise de um limite alto, então um cartão com limite mais baixo poderá te atender, exigindo uma renda menor.

Outra alternativa é quitar dívidas pendentes para melhorar sua avaliação no risco de crédito. Quanto menos dívidas você tiver na praça, melhor será sua avaliação pela empresa financeira.

Mas se você não tem ideia dos motivos que levaram à reprovação, nesse caso o melhor a fazer é procurar a administradora do cartão e solicitar informações sobre os motivos da resposta negativa. Como as empresas utilizam critérios diferentes, você também pode procurar outra instituição financeira e solicitar um cartão similar. Pode acontecer de você ser negado por uma empresa, mas ser aceito por outra, por isso é sempre bom fazer uma pesquisa de mercado.


RSS por email

2 Comentários em “O que Fazer Quando a Proposta do Cartão de Crédito é Recusada

  1. julio cezar disse em 14/04/2016 às 15:55:

    E o caso, de nao tiver cpf com registro no spc ou serasa, mas mesmo assim a proposta é rejeitada, mas sem analise, com questao de segundos… o que pode ser? como resolver? no caso de todos os criterios estarem legais.

    • Crédito e Débito disse em 19/04/2016 às 09:04:

      Julio, se a proposta é rejeita, o melhor é procurar outra empresa.
      Nome em serviços de cadastro é apenas um dos critérios utilizados pelo banco.

Deixe sua opinião “O que Fazer Quando a Proposta do Cartão de Crédito é Recusada

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.