Posso Parcelar Compras com o Cartão Pré-Pago?

Os cartões pré-pagos vêm se tornando cada vez mais comuns entre os brasileiros. Apesar de funcionarem como um cartão de banco comum, eles não exigem que o portador tenha conta corrente, tornando o acesso ao produto bem mais simples. Além disso, o interessado em ter um cartão pré-pago pode ter o nome inserido em cadastros negativos ou não ter comprovante de renda.

Além dos cartões pré-pagos para uso aqui no Brasil, também são muito comuns os cartões pré-pago de viagem. Eles já foram mais vantajosos, quando a cobrança de IOF era menor para essa forma de pagamento que no cartão de crédito. Ainda assim, garantem segurança nas transações feitas no exterior e possibilitam a escolha do câmbio (definido na data da compra).

Como Funcionam os Cartões Pré-Pagos?

O cartão pré-pago funciona como um cartão de débito. No entanto, o saldo utilizado para saques e pagamentos é pré-definido pelo usuário quando faz uma recarga. É como se você tivesse uma conta virtual onde deposita o dinheiro. Depois disso, pode usar o cartão para fazer compras e sacar dinheiro sempre que precisar. A diferença do pré-pago para o cartão de débito a inexistência da conta bancária.

A aceitação do cartão pré-pago depende da bandeira (como num cartão de débito). As marcas mais utilizadas são a Visa e a Mastercard, amplamente aceitas no comércio brasileiro e também no exterior.

Para fazer uso do cartão o consumidor precisa apenas procurar um estabelecimento credenciados e apresentá-lo na hora do pagamento. É necessário informar a senha para confirmar a transação. Depois disso, o valor é automaticamente debitado do seu saldo disponível. Caso seu cartão não tenha o saldo necessário, a compra não será efetuada.

O saques podem ser feitos em caixas eletrônicos conforme as parcerias estabelecidas pela administradora do cartão. Os terminais do Banco24Horas são os mais usados para esse fim.

Cartão pré-pago

Veja se é possível usar seu pré-pago em compras parceladas

Posso Parcelar Minhas Compras?

Como você pode notar, o funcionamento do cartão depende do saldo disponibilizado pelo cliente. Dito de outro modo, o cartão pré-pago não opera com limites, o que o difere do cartão de crédito tradicional. Todo o valor usado nas transações com o cartão pré-pago precisa estar disponível.

Por isso, não é possível fazer compras parceladas usando o cartão pré-pago. Para que o parcelamento fosse liberado, seria necessário que a administradora oferecesse algum tipo de crédito ao cliente, confiando que, no futuro, ele pagaria o valor. Porém, no cartão pré-pago não há nada que obrigue o usuário a ter saldo nos próximos. Assim, as compras parceladas não são permitidas. Todas as transações feitas com o cartão são debitadas automaticamente do saldo disponível.

Para fazer um pagamento parcelado, é preciso usar o cartão de crédito. Nesse caso, são cobradas tarifas como anuidade e a empresa responsável define um limite de crédito que será emprestado ao usuário. Se você deseja ter um cartão de crédito, faça uma pesquisa sobre os produtos disponíveis no mercado, preencha a proposta e aguarde a análise de crédito.

Dica: as compras parceladas podem prejudicar suas finanças, principalmente se não forem bem administradas. Para maior controle financeiro, os pagamentos à vista são os mais recomendados.


RSS por email

1 Comentário em “Posso Parcelar Compras com o Cartão Pré-Pago?

  1. Luiz Alberto disse em 07/06/2017 às 03:39:

    Se eu fazer compras pela internet, vao pedir cartao de credito…eu posso fazer a compra parcelada pelo cartao pré-pago? e o pagamento é efetuado automaticamente todos os meses que eu parcelar?

Deixe sua opinião “Posso Parcelar Compras com o Cartão Pré-Pago?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.