Quais são as Máquinas de Cartão? TEF, POS e POO.

As máquinas de cartão fazem cada vez mais parte de nosso dia a dia. Elas estão presentes nos supermercados, lojas, táxis, barracas de feira e em vários outros estabelecimentos comerciais. Mas se olharmos um pouco para trás, veremos que essa popularização é bastante recente, posto que a maior parte dos comércios pequenos não aceitavam cartões há alguns anos.

O sucesso das máquinas se explica, principalmente, pela praticidade para o comprador e para o comerciante nas transações de compra e venda. Hoje vamos falar um pouco mais sobre o funcionamento desses terminais eletrônicos para recebimento de cartões de crédito e débito.

O que é uma máquina de cartão?

A máquina de cartão nada mais é que um pequeno terminal eletrônico usado para leitura de dados do cartão. Ela utiliza um sistema que entra em contato com a empresa responsável pelo cartão, realiza a transação corretamente e, em alguns casos, emite o comprovante para o consumidor. As maquinetas podem ser usadas em comércios para compras ou pagamento de serviços prestados. Pessoas físicas também conseguem ter uma máquina para cobranças diversas.

Existem no mercado diferentes tipos de máquina de cartão, que variam conforme as necessidades do usuário. A escolha, portanto, vai depender de como o terminal será usado.

Máquina de Cartão

Máquina de Cartão

Tipos de máquina de cartão

As máquinas podem ser tipificadas conforme o tipo de tecnologia utilizada. Vejamos os principais tipos:

Transferência Eletrônica de Fundos (TEF)

As máquinas TEF são bem simples, servindo apenas para leitura de dados do cartão de crédito ou débito. Nesse tipo de terminal, o processamento e a comunicação com a central do cartão são feitos por meio de sistemas externos às máquinas. Assim, diferentes maquininhas podem estar ligadas a um único sistema, possibilitando que os pagamentos sejam feitos por várias pessoas ao mesmo tempo. As TEFs são comuns em supermercados, por exemplo, com um terminal em cada caixa conectado a um sistema de computador. Elas não precisam de bobina para impressão do comprovante, pois uma pequena impressora fiscal é usada para esse fim.

Máquina POS Fixo

O nome POS é uma sigla para a expressão point of sale (que significa “ponto de venda”). Ela é muito usada no comércio em geral, sobretudo quando não há necessidade da máquina ser portátil.  Você já deve ter encontrado dificuldades para pagar uma compra até que o vendedor notasse que o telefone estava fora do gancho ou sendo usado. Isso ocorre nas máquinas POS Fixo, porque, para funcionar, ela precisa de uma linha telefônica liberada que possa transmitir os dados do pagamento. Essa conexão é feito por um fio, que torna a máquina fixa ao balcão ou caixa onde é usada. Por essa razão, esse tipo nem sempre atende a todos os usuários, que muitas vezes precisam de mais mobilidade.

Máquina POO

O funcionamento da POO é bem semelhante ao da POS. A diferença é que ela não possui fio, tornando o uso mais fácil em estabelecimentos que exigem maior mobilidade. Em postos de gasolina, por exemplo, já foi comum que o cliente precisasse ir até um ponto específico onde a máquina de cartão era fixada. Hoje em dia isso não é mais necessário porque é possível utilizar as POOs. O segundo O da sigla se refere à palavra outdoor, que significa externo. Isso quer dizer que esse tipo de máquina pode ser usada em ambientes externos, como vemos em bares e restaurantes. Para funcionar, ela precisa de um chip de celular, o que torna a máquina portátil. Como ela não é ligada a um ponto interno do estabelecimento, serve para taxistas, motoboys e entregadores.

Máquina POS Wireless

Outra opção existente são as maquininhas POS Wireless, que ficam entre a POS Fixa e a POO. A expressão wireless quer dizer “sem fio”, como vemos, por exemplo, na internet wi-fi. Nas máquinas do tipo POS Wireless, o uso fica limitado ao espaço de alcance da rede sem fio. Assim, a máquina é móvel e pode transitar no interior do estabelecimento, mas não tem a total portabilidade do modelo POO. Esse tipo é bastante indicado para estabelecimentos que precisam que o terminal seja móvel, como bares e restaurantes, porém sem a necessidade de grandes deslocamentos.

Quem pode ter uma máquina de cartão?

Em tese, qualquer pessoa pode se credenciar para ter uma máquina de cartão de crédito ou débito, desde que tenha uma conta bancária. O problema é que para pessoas físicas o credenciamento costuma ser um pouco mais complicado, exigindo uma série de documentos que comprovem o ramo de atuação em que o terminal será utilizado. Para pessoas jurídicas o credenciamento tende a ser mais rápido, pois os dados da empresa são usados no cadastro. A conta bancária é usada para os depósitos de valores recebidos com a maquininha, conforme o prazo estabelecido em contrato.

Quais são os custos dos terminais?

Os custos variam bastante, dependendo do modelo escolhido e dos rendimentos do comércio em questão. As empresas que administram o recebimento de pagamentos, como Cielo, Rede e outras, cobram uma taxa de adesão quando o cliente faz o seu credenciamento. Além disso, há também a cobrança de aluguel pelo uso da máquina (que não pertence ao estabelecimento) e uma taxa sobre cada transação feita com o terminal. Esses custos podem ser menores se o seu volume de vendas for alto. Por outro lado, a somatória de tarifas pode ser bastante prejudicial para um comércio de pequeno porte ou para trabalhadores autônomos. Nesses casos, vale mais a pena optar por uma máquina sem aluguel.

Qual máquina devo escolher?

Com todas as opções mencionadas anteriormente, o interessado em adquirir uma máquina de cartão deve pensar bastante sobre o modelo a ser escolhido. As mais simples costumam ter um custo mais em conta, porém nem sempre atendem às necessidades de todo comerciante. Como vimos, é preciso também refletir sobre a necessidade de mobilidade da máquina, pois alguns tipos são fixos. O ideal é entrar em contato com as empresas, se informar sobre os preços e decidir pelo melhor custo benefício. A decisão, obviamente, fica a critério de cada usuário com base em suas necessidades.


RSS por email

Deixe sua opinião “Quais são as Máquinas de Cartão? TEF, POS e POO.

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.