Guia de Compras no Exterior

Quem vai viajar para o exterior e pretende fazer compras, vale a pena elaborar uma estratégia antes de adquirir qualquer coisa. Primeiramente, procure ler sobre o lugar para onde você vai viajar para saber quais são os produtos que realmente valem a pena e as lojas mais baratas da região. Esse tipo de pesquisa pode ser feita pela internet, principalmente nos guias de viagem online. Também vale a pena conversar ou buscar a opinião de pessoas que visitaram o mesmo lugar recentemente.

Após pesquisar essas informações, é hora de rever as regras de importação da Receita Federal (clique para conhecer a legislação). Com base nessas regras, o ideal é fazer uma lista de itens a serem comprados, lembrando do limite de US$500 sem cobrança de impostos. A lista também pode incluir mercadorias que podem ser caracterizadas como bagagem pessoal e que, portanto, não entram para o limite fixado pela Receita Federal. Assim, você saberá exatamente o quê comprar e onde comprar.

Compras internacionais

Compras internacionais

Orçamento Para Compras

Assim como nas compras nacionais, é necessário estabelecer um orçamento para o que vai ser adquirido fora do país. A diferença é que as compras no exterior contam com vários custos que não estamos acostumados a contabilizar, como taxa de câmbio, custos de transporte, impostos e taxas aduaneiras. Muita gente também se esquece dos custos do excesso de bagagem em viagens de avião quando o produto é muito pesado. Tudo isso deve ser contabilizado nesse orçamento para que você possa definir o limite de gastos. Outra dica importante é comparar os preços dos mesmos produtos aqui no Brasil, pois todos os custos podem tornar a compra inviável.

Lojas Duty Free

Outra dúvida muito comum entre os viajantes é sobre as lojas duty free. Nesses estabelecimentos, os produtos são livres de impostos no país onde a loja está localizada. Então, ao comprar em duty free fora do Brasil, é possível que você pague sim tarifas ao chegar aqui. Ainda assim, as compras em lojas duty free podem sim valer a pena, desde que o comprador pesquise os preços antes e não caia nas armadilhas criadas pelos vendedores. É comum que essas lojas exijam o pagamento dos impostos para depois dar o desconto ao cliente no aeroporto. Nesse processo, muitos compradores acabam deixando o desconto para lá, pagando caro pelas mercadorias.

Comprar fora do país

Comprar fora do país

Passando Pela Alfândega

Ao voltar de uma viagem internacional, o turista precisa passar pela alfândega e declarar todos os produtos que foram adquiridos fora do país. O formulário de declaração aduaneira é entregue na viagem para que o viajante possa anotar tudo o que foi comprado. O ideal nesse momento é declarar qualquer item que você não tenha levado em sua mala na ida. Itens de uso pessoal durante a viagem, como um relógio ou uma câmera fotográfica podem ficar de fora, desde que estejam de acordo com as regras da Receita Federal já mencionadas acima. A lista será conferido e as mercadorias que não estejam conforme as determinações aduaneiras serão taxadas nesse momento. Para evitar constrangimentos, é fundamental agir corretamente. Tenha em mente que as compras devem ser feitas com planejamento para que os impostos não se tornem exorbitantes.

Não Vale a Pena Comprar no Exterior

Mesmo com as possíveis vantagens das compras internacionais, existem vários itens que podem causar problemas no processo de importação. Os animais vivos e produtos fabricados com animais são bastante problemáticos e devem evitados. Não compre mercadorias feitas com casco de tartaruga marinha, acessórios que contenham penas naturais de pássaros ou itens que contenham couro de jacaré e crocodilo. Também vale a pena evitar alimentos como frutas, carnes, queijos e legumes, pois as regras aduaneiras, dependendo do país, podem ser muito restritas. De acordo com a legislação brasileira, não é possível trazer do exterior medicamentos que não sejam registrados pela ANVISA. Quem faz uso de remédios deve transportá-los em suas embalagens originais e em quantidade necessário ao consumo a fim de evitar problemas na alfândega.

Dicas Importantes:

  • Leve uma mala ou mochila adicional para guardar suas compras e não se esqueça do espaço para possíveis mercadorias compradas em lojas duty free nos aeroportos brasileiros;
  • Tome cuidado com produtos frágeis durante o transporte. Eles devem ser embalados adequadamente e, preferencialmente, carregados em bagagem de mão;
  • Caso decida comprar algo muito pesado, verifique se a loja pode enviar o item para você até o Brasil;
  • Em alguns casos, pode ser bom pagar um seguro das mercadorias que serão transportadas por empresas especializadas;
  • As compras feitas com cartão de crédito estão sujeitas à cobrança de IOF no pagamento da fatura, o que deve ser contabilizado pelo comprador;
  • Antes de viajar, cadastre aquilo que você está levando e que pode ser confundido com produtos importados, como artigos eletrônicos;
  • Não se esqueça de imprevistos e tenha em mãos o dinheiro suficiente para cobrir os custos de produtos que podem ser barrados pela Receita Federal.

Seguindo todas essas recomendações, você poderá fazer suas compras com mais tranquilidade, aproveitando os preços baixos e vantagens oferecidas em outros países.


RSS por email

Deixe sua opinião “Guia de Compras no Exterior

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.