Fatura e Contas Que Não Chegam

As reclamações em relação ao não recebimento de contas e faturas para pagamentos é constante. Muitos consumidores alegam que os boletos simplesmente não chegam até a data de vencimento e, o que é pior, esse erro é recorrente. As campeãs em queixas são as empresas de telefonia fixa e móvel, mas operadoras de cartões de crédito e planos de saúde também estão na lista. Afinal, quando a conta não chega, o que é nós devemos fazer?

Contas a pagar

Contas a pagar

A Culpa É de Quem?

As contas geralmente são enviadas pelos Correios. Esse serviço aqui no Brasil é conhecido por sua eficácia, mas pode apresentar problemas. Assim, quando a empresa posta a fatura no prazo e ela não chega, o problema pode ser do transporte. Nesses casos, não é possível responsabilizar a concessionária, banco ou empresa de plano de saúde. Porém, quando o não envio é culpa da empresa, o cliente não pode ser onerado com cobrança de juros ou multa pelo atraso.

Cobrança de Juros

Mesmo quando a conta não chega, é importante que o consumidor entre em contato com a empresa responsável antes da data de vencimento. Segundo a legislação brasileira, as instituições são obrigadas a oferecer aos seus clientes meios alternativos para o pagamento da fatura (2ª via, número do código de barras e etc.). Quando isso não acontece mesmo com o contato prévio do cliente, a empresa poderá ser responsabilizada.

Problema Recorrente

Se você tem problemas com o recebimento de contas todos os meses, entre em contato com a empresa para averiguar se há algum erro no seu cadastro. Caso a queixa não seja resolvida, é possível fazer uma reclamação formal junto à empresa ou nos órgão de proteção ao consumidor. Para a solicitação de indenização, o Juizado Especial Cível deverá ser acionado. O mais importante é que o consumidor não deixe de reivindicar pelos seus direitos.


RSS por email

Deixe sua opinião “Fatura e Contas Que Não Chegam

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.