Qual É o Limite de Crédito Pessoal?

Ao verificar o seu saldo no banco, é possível que você se depare com algo como “limite de crédito pessoal” ou “limite de crédito pré-aprovado”. Diante dessa informação, muita gente acaba com dúvidas. Afinal, para que serve esse tipo de limite?

Na prática, o limite de crédito pessoal é um empréstimo pré-aprovado que os bancos liberam para os cliente com base no seu perfil financeiro, relacionamento com o banco e movimentações. Assim, não é preciso fazer uma análise antes de solicitar o valor, basta fazer a solicitação nos canais de autoatendimento para que o dinheiro seja liberado na conta corrente.

O Bradesco é um dos bancos que oferece o limite de crédito pessoal. Nessa instituição, o cliente tem até 48 meses para quitar o que tomou emprestado, como prazo de até 60 dias para o pagamento da primeira prestação. O valor mínimo das parcelas é de R$5.

Qual é o Meu Limite de Crédito Pessoal?

Não existe uma fórmula simples para o cálculo do limite de crédito pessoal. Cada banco segue seus próprios parâmetros para calcular quanto o cliente terá de limite pré-aprovado. Para essa análise, normalmente são considerados pontos como: renda mensal, histórico de relacionamento com o banco, dívidas em aberto e perfil financeiro.

Dessa forma, o valor do limite de crédito pessoal pode variar muito de pessoa para pessoa independente do tipo de conta, renda ou nome limpo. Alguém com renda mais elevada tende a conseguir empréstimos com valores maiores. Já quem recebe menos pode ter um limite menor pré-aprovado.

Para saber qual é o seu limite, é necessário consultar o banco onde você tem conta. Essa informação costuma ficar disponível no extrato da conta ou nos canais de autoatendimento, como caixas eletrônicos e internet banking.

Limite de Crédito Pessoal

O limite de crédito pessoal pode ser solicitado pela internet

Vale ressaltar também que nem todos os cliente tem acesso ao limite de crédito pessoal. Dependendo da análise de risco de crédito, o banco pode considerar arriscado demais emprestar dinheiro para determinadas pessoas. Assim, nada aparecerá em seu extrato.

Se o seu limite de crédito for inferior à sua necessidade de dinheiro, é preciso procurar o banco para saber quais são as outras possibilidades de crédito. Isso quer dizer que o limite de crédito pessoal não corresponde ao valor máximo que você conseguirá tomar emprestado, mas sim ao que o banco liberou sem que você solicitasse.

Vantagens do Crédito Pessoal

Por ser pré-aprovado, o valor fica disponível para solicitação a qualquer momento, sem necessidade de ir até uma agência ou assinar contratos. Isso confere praticidade para quem necessita de uma emergência e não terá tempo de negociar com o banco.

Os juros podem ser menores que outras linhas de crédito (como cheque especial e cartão de crédito), já que a análise leva as condições de pagamento de cada client. Mas nunca deixe de observar as condições a qual contrairá o empréstimo, pois poderá ter complicações financeiras posteriores.

Por fim, o limite pode ser usado para diferentes fins, sem que o cliente precise apresentar razões para que o banco libere o dinheiro. Afinal, muitas linhas de crédito estão vinculadas à aquisição de um bem que fica alienado ao banco.

Desvantagens do Crédito Pessoal

A facilidade na contratação pode fazer com que o cliente solicite o empréstimo para cobrir excessos e gastos desnecessários e não por necessidade do momento.

Os juros, apesar de melhores que o do cheque especial, ainda costumam ser maiores que os de outras modalidades de empréstimo como, por exemplo, o consignado. Muitos clientes acabam não levando em consideração os custos do valor emprestado, pensando somente no valor da parcela;

É uma grande armadilha para consumidores que costumam se descontrolar financeiramente. Muitos acreditam que este valor no final do extrato lhes pertencem, quando, na verdade, é um valor oferecido pelo banco.


RSS por email

Deixe sua opinião “Qual É o Limite de Crédito Pessoal?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.