SEDEX a Cobrar

Quantas vezes não passamos pela chateação de ter que enviar uma mercadoria para alguém através dos Correios, e acabamos arcando com esse custo? É bem chato, ainda mais quando o envio do produto é mais vantajoso para quem está recebendo do que para quem está enviando. O bom seria que quem recebesse, pagasse o valor do frete, não é mesmo? E isso é possível! Graças ao SEDEX a Cobrar. E nesse serviço, o valor da mercadoria enviada também é cobrado juntamente com o frete, por isso é muito usado no Mercado Livre, por exemplo, onde a compra e venda é feita virtualmente.

O SEDEX a Cobrar é um serviço de entregas dos Correios onde a remessa enviada é paga no momento da retirada pelo destinatário por um preço estipulado. Com abrangência nacional, o SEDEX a cobrar funciona como uma entrega normal, com rastreamento da encomenda, cumprindo os prazos e valores de envio, que variam de localidade a localidade, porém, se não é pago um adicional, o destinatário deve retirar, ele mesmo a mercadoria em uma das agências dos Correios no prazo de uma semana. Uma notificação é enviada ao destinatário para que ele saiba que a encomenda já está disponível para a retirada mediante o pagamento.

O serviço pode ser usado somente por Pessoas Jurídicas, mediante contrato. A mercadoria é paga no ato da entrega, evitando fraudes em compras virtuais, por exemplo. É vantajoso para quem envia e para quem recebe.

Como adicionais, são oferecidas as seguintes comodidades (mediante pagamento):

  • Coleta domiciliar – para municípios com mais de 200.000 habitantes onde o destinatário poderá receber a encomenda em dia e hora programados em casa, sem precisar ir a uma agência.
  • Aviso de Recebimento (AR) – Coleta dos dados no momento do recebimento.
  • Mão Própria – A entrega só pode ser feita pelo destinatário e ninguém mais.
  • Embalagens – Embalagens exclusivas dos Correios.

Vantagens do SEDEX a cobrar

SEDEX A Cobrar

SEDEX A Cobrar

Para o destinatário, há a garantia da entrega. Muito usado no Mercado Livre, por exemplo, onde você pode fazer a compra da mercadoria e só pagar após a certeza da entrega, evitando, assim, possíveis fraudes em lojas virtuais.

Para quem envia, também é vantajoso, já que terá a certeza do pagamento.

Desvantagens do SEDEX a cobrar

O SEDEX a cobrar passa uma falsa ideia de segurança já que, por mais que você só pague após ver o pacote, você não poderá saber seu conteúdo, isto é, poderá pagar pelo que não comprou.

Para o remetente, caso o destinatário não aceite a encomenda, terá o prejuízo do frete ida e volta da mercadoria.

Para saber mais a respeito do SEDEX a cobrar e também fazer algumas simulações, visite o site dos Correios em www.correios.com.br.

Veja aqui quais são as restrições dos Correios para as encomendas, ou seja, todos os itens que não podem ser enviados através dos Correios.

Verifique também as dimensões e peso permitidos para entregas e evite surpresas ao chegar na agência para enviar seu produto.


RSS por email

1 Comentário em “SEDEX a Cobrar

  1. Ademir do Nascimento Dias disse em 24/10/2015 às 13:29:

    Prezados Senhores,

    Muitas vezes mandamos encomenda pelo correio (PAC e Sedex) de conteúdos que devem retornar pouco tempo depois do mesmo destinatário.

    Produtos para troca ou conserto por exemplo.

    Minha sugestão é que o correio crie uma opção de postagem com retorno pago no ato da remessa.

    Junto com a caixa da remessa iria uma etiqueta (a exemplo da declaração de conteúdo e valor) para ser utilizada no retorno da encomenda.

    Para maior controle poderia até ser obrigatório o uso da mesma caixa padrão dos correios para ida e volta.

    Imaginem a economia de tempo para as duas partes (usuário e correio) principalmente quando utilizamos o CorreioNet.

    Atenciosamente,
    Ademir do Nascimento Dias

Deixe sua opinião “SEDEX a Cobrar

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.