Direitos do Consumidor no Comércio Eletrônico

A compra e venda de produtos pela internet se tornou cada vez mais constante. Pensando nisso, uma série de leis foram criadas para proteger o consumidor, de forma que este possa realizar suas compras virtuais com a mesma segurança encontrada em lojas reais.

Determinou-se legalmente que o comércio eletrônico deve ser pautado em alguns princípios fundamentais: dignidade da pessoa humana; boa-fé; equilíbrio; privacidade; segurança; proteção dos direitos do consumidor. Dessa maneira, é garantido ao consumidor que suas compras virtuais sejam realizadas com segurança e transparência.

Essas diretrizes foram dadas pelo Ministério da Justiça, tendo em vista os direitos estabelecidos no Código de Defesa do Consumidor. Entendendo que o comércio eletrônico funciona de maneira diferente, o objetivo é esclarecer questões comuns e pontos de atrito nas relações de consumo virtuais. Para conferir mais informações sobre o assunto, visite a página do Ministério da Justiça.

Direitos de quem compra pela internet

Comércio Eletrônico

Comércio Eletrônico

Por se tratar de uma forma de comércio mais perigosa para o consumidor, alguns direitos específicos asseguram quem compra virtualmente:

  • O consumidor está protegido por lei contra práticas abusivas, que se aproveitem de sua vulnerabilidade ou ignorância;
  • Ao longo de todo o processo, o consumidor te direito a informações claras sobre o produto que está adquirindo, bem como sobre as formas de pagamento e recebimento da mercadoria;
  • Também fica resguardado o direito do consumidor desistir da compra, no período de 7 dias após o recebimento do produto, sem necessidade de justificar o cancelamento e sem nenhum gasto adicional;
  • Além disso, o consumidor deve ter acesso facilitado à informações sobre seus direitos, principalmente no que diz respeito ao direito de arrependimento;
  • Em caso de descumprimento do contrato por parte do fornecedor, o cliente tem direito a exigir o cancelamento da cobrança pelo administrador do cartão de crédito, de maneira simples e rápida;
  • O mesmo vale para casos em que o consumidor não reconhecer a transação.
RSS por email

Deixe sua opinião “Direitos do Consumidor no Comércio Eletrônico

Regras para comentar

Todos os comentários do blog são moderados e poderão não ser aceitos ou respondidos se não cumprirem as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. O blog Crédito e Débito não responde por nenhuma empresa, portanto, não pergunte sobre suporte ou solicite propostas.
  3. Não faça propaganda nos comentários.
  4. Comentários mal escritos, contendo erros de português, deselegantes, com palavras de baixo calão, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais pois eles estarão vulneráveis.