Qual é a Melhor Poupança atualmente?

Quem está pensando em começar a poupar dinheiro pode se questionar qual é a melhor poupança atualmente. Na verdade, essa questão não é um bom ponto de partida, porque o funcionamento das diferentes cadernetas de poupança é bem semelhante em todos os bancos. Com relação aos rendimentos, os juros da poupança são fixados pelo Banco Central, ou seja, não há diferença de uma instituição para outra.

O que pode variar são alguns serviços relacionados à poupança, como veremos no decorrer no texto. Também é possível entender como poupança algo mais abrangente, como um hábito de poupar e não necessariamente o tipo de investimento conhecido como “caderneta de poupança”.

Benefícios da Poupança

A poupança oferece alguns benefícios que costumam atrair os investidores, principalmente aqueles que não se preocupam tanto com a alta rentabilidade e presam a segurança de seu patrimônio acima de tudo. Veja algumas das principais vantagens:

  • A poupança é isenta de cobrança de imposto de renda e outros tributos;
  • O Fundo Garantidor de Créditos assegura a devolução de até R$250 mil por CPF  e por instituição caso ocorra alguma problema com o banco que “guarda” o dinheiro;
  • Em relação a outros investimentos, a poupança tem a vantagem da liquidez imediata, porque o dinheiro investido pode ser resgatado a qualquer momento;
  • Atualmente, os bancos permitem várias datas de aniversário para a poupança, assim, as retiradas sempre viabilizam o melhor rendimento para o investidor;
  • As movimentações do valor investido são feitas sem intermediários, diretamente pelo investidor por meio de um cartão magnético.

Essas características são comuns a todos os bancos. Dessa forma, independente de onde o dinheiro for aplicado o investidor poderá aproveitar os benefícios da poupança.

E as desvantagens?

Em relação as desvantagens podemos levantar três pontos muito importantes:

O primeiro é que a poupança atualmente perde para a inflação, o que quer dizer que seu dinheiro, mesmo com uma rentabilidade garantida, não é suficiente para garantir o poder de compra. Por exemplo, se você depositar mil reais no início do ano, ao fim do ano terá, aproximadamente, 1060 reais. Porém, estes 1060 reais terá um poder de compra mais baixo do que os 1000 reais no início do ano, por exemplo, se for ao supermercado, comprará menos itens.

O segundo é que o aniversário da poupança é mensal, o que quer dizer que, para ter uma rentabilidade sobre seu saldo será necessário deixar o dinheiro parado por, pelo menos, 30 dias.

O terceiro é que a rentabilidade é baixa, portanto, se você quer acumular patrimônio e tem tempo para suportar as oscilações do mercado, poderá optar por investimentos mais “agressivos” que garantirão melhor retorno no longo prazo. Este é o segundo sentido de poupança. Você não precisa fazer uma poupança na caderneta de poupança, poderá investir em Tesouro Direto, Fundos de Investimentos, Mercado De Ações e Bolsa de Valores, Debêntures, Moedas, Fundos de Investimentos Imobiliários e vários outros.

Qual poupança rende mais? Entenda como isso funciona.

Qual poupança rende mais? Entenda como isso funciona.

Rendimento da Poupança

Como comentamos anteriormente, o rendimento da poupança não varia entre os bancos. O que pode realmente intervir nos juros de lucro, atualmente, a taxa básica de juros Selic. Desde 2012, quando o Banco Central alterou as regras de funcionamento da poupança, o rendimento da poupança se baseia em duas fórmulas diretamente ligada à Selic:

  • Quando a Selic é superior a 8,5%, a fórmula do rendimento é TR + 0,5% ao mês;
  • Quando a Selic é inferior a 8,5%, a fórmula passa a ser TR + 70% da Selic.

A sigla TR se refere à Taxa Referencial, que passa por algumas oscilações no decorrer do ano. Por essa razão, ela também pode interferir no rendimento geral da poupança, mas a diferença é bem pequena. Para as cadernetas que existem desde antes da mudança nas regras, vale a primeira fórmula.

Resumidamente, os juros da poupança variam conforme três fatores principais: Selic, Taxa Referencial e data da aplicação. Atualmente, como a Selic está bem acima dos 8,5% todas as cadernetas estão submetidas à mesma fórmula de rendimento.

Poupança Integradas

A poupança integrada é uma das opções de poupança disponibilizadas pelos bancos. Ela é atrelada a uma conta corrente, funcionando como uma espécie de fundo de reserva. Para quem já tem uma conta corrente, a poupança integrada é uma boa opção porque todas as movimentações na aplicação são feitas com o mesmo cartão magnético. Além disso, o número da conta é o mesmo, facilitando as transferências da conta corrente para a conta poupança.

Essas são facilidade adicionais, mas que também não interferem no rendimento nem nos benefícios garantidos pelo Banco Central. Vale ressaltar também que ninguém é obrigado a ter uma conta corrente para investir na poupança.

Serviços Essenciais Gratuitos

Ao abrir uma conta poupança, é importante que o aplicador observe se existem tarifas cobradas pelos serviços disponíveis. Segundo o Bacen, todos os bancos devem oferece uma série de serviços gratuitos não só em relação às contas correntes, mas também à poupança. Veja a lista:

  • O banco deve fornecer um cartão magnético para movimentação da poupança sem custos;
  • Esse cartão deve ser substituído gratuitamente após seu vencimento, mas é possível cobrar por segunda via motivada por perda, furto, roubo ou dano causado pelo usuário;
  • O aplicador pode fazer até dois saques gratuitos por mês nos guichês bancários ou nos caixas eletrônicos;
  • Ele também tem direito a até duas transferências por mês para contas em seu nome;
  • Com relação ao extrato, ele pode ser consultado 2 vezes por mês em caixas eletrônicos;
  • Todos os serviços feitos por meios eletrônicos não pode ser cobrados.

Isso quer dizer que o cliente pode ser cobrado se, por exemplo, exceder o limite de 2 saques mensais. Esses custos podem tornar a poupança menos interessante para o aplicador.

Escolha do Banco

A partir dessas informações, fica mais fácil começar a poupar e escolher o melhor banco. Se você já tem conta corrente, vale a pena abrir a poupança na mesma instituição financeira, sobretudo se for uma poupança integrada.

Quem quer abrir apenas uma poupança independente, é legal observar questões como: qualidade do banco, serviços oferecidos e possíveis custos adicionais. Outro ponto importante é a proximidade do banco e a quantidade de agências nas proximidades.


RSS por email

Deixe sua opinião “Qual é a Melhor Poupança atualmente?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.