A Regra dos 50-15-35

Quer aprender a se organizar financeiramente? Encontramos no site GuiaBolso uma ótima dica: a regra 50-15-35. Com ela, é possível criar prioridades em relação aos gastos mensais, poupar dinheiro e ainda manter seu estilo de vida. Veja como manter as contas em dias com essa regrinha preciosa!

Use 50% da sua renda com despesas essenciais

Algumas despesas são absolutamente essenciais, ou seja, sem elas não podemos viver normalmente. Estamos falando dos gastos com aluguel, alimentação, contas de água, luz e telefone, transporte, educação e saúde, que comprometem grande parte da renda. O ideal é que a somatória de todas essas despesas não ultrapasse 50% dos seus ganhos mensais. Assim, é possível manter a organização financeira de forma mais fácil, sem grandes riscos de endividamento.

Se os seus gastos essenciais são maiores que o equivalente a 50% da renda, é hora de repensar como você está gastando esse dinheiro ou a sua renda mensal. Em vários casos, a tentativa de adequação das despesas à renda pode funcionar, desde que o consumidor corte custos desnecessários. Porém, há situações em que é preciso complementar a renda de alguma forma para que a regra dos 50% possa funcionar.

Organização Financeira

Faça as contas e aprenda a usar seu dinheiro com prioridades!

Guarde 15% do que você ganha

Agora que você já sabe o quanto gastar com as despesas essenciais, é hora de pensar nos 50% restantes. Dessa metade não gasta, é fundamental que você guarde pelo menos 15% todos os meses. Pode parecer muito, mas lembre-se que todos gastos imprescindíveis já estão cobertos pela regra dos 50%. Assim, você não passará por dificuldades financeiras sérias ao poupar parte da renda mensal. Essa deve ser uma prioridade a ser encarada quase como uma obrigação. Se você não é muito econômico, a melhor maneira de fazer isso é definindo uma transferência automática mensal do saldo de sua conta corrente para a poupança.

Guarde o cartão da conta-poupança em um local de difícil acesso e não use esse dinheiro para cobrir despesas do dia a dia. Aproveite para ler mais sobre outras formas de investimento para que, no futuro, esse dinheiro guardado possa render mais. Dessa forma, com o passar dos anos você terá uma boa reserva que pode ser usada para a realização de sonhos mais dispendiosos. Importante: se você tem dívidas, essa porcentagem servirá, inicialmente para quitação dos valores devidos.

Gaste somente 35% da renda com estilo de vida

Nenhum especialista em finanças irá dizer que você não pode se divertir ou gastar o seu próprio dinheiro com coisas supérfluas. Todos sabemos com essas despesas são importantes para a satisfação pessoal. A questão é o quanto se gasta para manter um estilo de vida. É muito comum que os gastos com restaurante, bar, cinema, academia, TV por assinatura, viagens, dentre outros, sejam a parte mais cara do orçamento de uma pessoa. Isso representa a falta de prioridades, uma vez que todas essas despesas podem ser cortadas em uma situação de aperto financeiro.

Quanto as contas estão organizadas, o ideal é que 35% da renda mensal se destinem à diversão. A porcentagem não é pequena, desde que você saiba usar o valor com cautela e sabedoria.


RSS por email

Deixe sua opinião “A Regra dos 50-15-35

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.