Erros ao fazer um TED ou DOC

A correria do dia a dia e a facilidade de usar a internet tem tornado as transações bancárias cada vez mais fáceis. Hoje em dia, a maioria das pessoas utiliza o computador, celular ou tablet para fazer pagamentos, transferências e outros serviços bancários. Esses serviços podem ser feitos pelo Internet Banking, ou por meio de aplicativos. Alguns bancos solicitam o contato com a agência para liberar o uso de aplicativos. Depois de liberado, pode ser usado diariamente, sem a necessidade de contato com a agência novamente.

Mas é preciso ter cuidado para não errar na hora de fazer essas transações. Um serviço muito comum e passível de erros são as transferências (TED ou DOC). São fáceis de fazer, mas um simples erro pode causar dor de cabeça. Então, fique atento às dicas para evitar erros na hora de fazer as transferências.

Abaixo listamos os maiores erros relacionados à transferências de valores entre bancos distintos.

Número do Banco

Cada banco tem um número, que é utilizado na hora de fazer a transferência. Normalmente, esquecemos de perguntar o número do banco e também não sabemos qual é o número do nosso banco. Na hora de fazer a transferência, normalmente, aparecem uma lista com os nomes dos bancos para o cliente escolher, mas com o número fica mais rápido e fácil.

O grande problema aqui, além de não saber qual o número, é que podem ocorrer algumas confusões com alguns bancos, como o Itau e o Bradesco, por exemplo, que possuem variantes como Bradesco BBA e Itaú BBA. Estes são braços do banco mas que, na maioria dos casos não são utilizados pelos correntistas. O ideal é confirmar com o dono da conta o número do banco, mas se tiver que escolher, opte pelo Banco Bradesco SA (237) e pelo Itaú Unibanco SA (341), que são os mais comuns.

Outros bancos muito usados são o Banco do Brasil (001) e a Caixa Econômica Federal (104). Fique atento a esses detalhes!

Computador mouse

TED e DOC pela internet: veja quais são os cuidados

Com ou Sem Dígito Verificador?

Essa é uma dúvida comum entre os usuários do Internet Banking: coloco ou não coloco o dígito? Bom, o padrão é que o número da agência bancária seja informado sem o dígito verificador e o número da conta seja colocado com dígito. Normalmente, o próprio campo para a digitação dos dados já mostra se é ou não preciso incluir o dígito, havendo um local separado para este número. O número das agências, geralmente tem uma sequencia numérica de 4 algarismos, mais um número extra após o hífen. Então você vai informar somente os primeiros números, que vêm antes do dígito. Ignorando este número extra (ele será utilizado se fizer transferências entre contas do mesmo banco)

No número da conta podem ocorrer divergências quanto a quantidade de algarismos. Em alguns bancos, será necessário preencher 0 antes do número da conta, outros não. O melhor é sempre conferir com o dono da conta pra quem você fará o depósito. Lembre-se que, nestes casos, haverá utilização do dígito verificador que vem após o hífen para a transação.

Por fim, se uma conta tiver o X como dígito verificador e seu banco não aceitar letras, substitua o X por 0.

CPF e Nome do destinatário

Em transações entre bancos diferentes será necessário indicar o CPF do destinatário e, em alguns casos, o nome completo também. O CPF é mais importante e precisa estar digitado corretamente. Sem ele você não conseguirá fazer a transação.

Pequenos erros ou abreviações no nome não terão efeitos negativos na transação.

Tenha Muita Atenção!

Como já foi dito, esse serviço é bem fácil e simples de fazer. Se você estiver atento, dificilmente vai errar. Tendo em mãos o número do banco, da agência e da conta, lembre-se também de pedir ao dono da conta o seu CPF, que também será solicitado na transação. Antes de concluir, verifique novamente todos os números. Estando tudo certo, é só confirmar e aguardar o prazo para que o dinheiro saia da sua conta e vá para a conta de destino.

Diferença Entre DOC e TED

Esse é um assunto que já foi abordado aqui no blog, leia nosso artigo sobre as Diferenças Entre DOC e TED. Mas resumidamente, a diferença está no prazo para que o dinheiro caia na conta de destino. Enquanto o DOC é creditado no dia útil seguinte, o TED é creditado no mesmo dia, muitas vezes imediatamente. O valor cobrado pela transferência é o mesmo, então quase sempre é melhor fazer um TED.


RSS por email

Deixe sua opinião “Erros ao fazer um TED ou DOC

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.