Como Fazer a Portabilidade de Salário para Outro Banco

Atualmente, as empresas estão preferindo fazer os pagamentos de seus funcionários através de conta bancária, ao contrário do que acontecia a muitos anos, quando o pagamento era feito com dinheiro em mãos. Essa mudança se deve à praticidade, pois não é preciso mais ficar contando as notas na empresa e chamando seus empregados para entregar o dinheiro em mãos, mas principalmente, se deve à segurança. Era muito comum acontecerem assaltos aos funcionários quando voltavam para casa no dia do pagamento. Essa data já era conhecida pelos assaltantes, que aproveitavam o dia para pegar suas vítimas de carteira cheia.

Já com o pagamento por conta bancária, é feito o depósito e o empregado tem um cartão do banco para poder retirar o seu dinheiro quando quiser, evitando assaltos e outros transtornos.

Na maioria das vezes, o depósito é realizado através de uma conta salário, que é uma conta aberta pela empresa somente com a finalidade de depositar o salário de seus funcionários. Esta conta é aberta em um banco escolhido pela empresa. Normalmente, a empresa fecha um contrato com um determinado banco, e ali estipulam vantagens para ambas as partes. Dessa forma, todos os pagamentos dessa empresa são feitos somente por um banco.

A conta salário é aberta pelo empregador, em nome de seu empregado. Este, por sua vez, poderá retirar seu salário através de um cartão magnético em qualquer agência do banco escolhido, e não terá custo nenhum com esta conta. A conta salário não tem taxa de manutenção. Em contrapartida, ela não permite a utilização de cheques ou cartões de crédito, assim como não tem serviços de crédito pessoal ou financiamentos.

Por esse motivo, alguns empregados preferem movimentar o seu salário através de uma conta corrente, que permite o uso de todos os serviços ditos acima.

A Portabilidade

Essa movimentação do salário através de uma conta corrente é possível, desde que o cliente faça a portabilidade de seu salário para o banco de sua escolha, onde já tem ou abrirá uma conta corrente por conta própria. Esta portabilidade de salário é direito de qualquer consumidor desde 2006, e não pode ser negada pelo banco.

Veja como solicitar a portabilidade de salário

Veja como solicitar a portabilidade de salário

Para solicitar a portabilidade, é preciso ir ao banco onde se tem a conta corrente e solicitar, de forma escrita, a mudança de salário para aquela agência. Veja abaixo os documentos de solicitação de transferência de salário dos principais bancos do país:

Solicitação de transferência de salário para o banco Itaú;
Solicitação de transferência de salário para o banco Bradesco;
Termo de transferência para o Banco do Brasil;
Portabilidade de salário para o banco Santander;
Formulário de portabilidade de salário para a Caixa Econômica Federal.

Clique nos links para ter acesso aos documentos. Depois imprima e preencha adequadamente com os seus dados. Você deverá informar o número da conta e da agência onde deseja receber mensalmente o seu salário. Com todas as informações já preenchidas, procure o banco onde você recebe seu salário para entregar o documentação. Não deixe de solicitar um protocolo que ateste que a solicitação foi recebida pela banco. Dessa forma, caso ocorra algum problema você terá como comprovar que efetuou o pedido junto à empresa.

Feito isso, todos os meses, assim que seu pagamento for depositado na sua conta-salário, o banco tem até 12 horas para repassar o valor integral para o banco escolhido na portabilidade. O serviço é totalmente gratuito.


RSS por email

Deixe sua opinião “Como Fazer a Portabilidade de Salário para Outro Banco

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.