O que é um cheque cruzado? Como fazer?

As pessoas que trabalham com cheque sempre devem tomar um certo cuidado para evitar que a ordem de pagamento seja usada de forma indevida ou, até mesmo, liquidada em caso de roubo. Uma das opções que há é fazer um cheque cruzado, que garante que a ordem de pagamento tenha o destino desejado pelo emissor.

Ao preencher um cheque, o emissor está emitindo uma ordem de pagamento à vista que pode ser feita de dois modos, ou por meio de saque ou através de um depósito. Algumas pessoas preferem que a quantia informada no cheque seja depositada ao invés de sacada da conta e, para garantir que o depósito seja feito, eles utilizam um cheque cruzado.

O que é um cheque cruzado?

O cheque cruzado é uma ordem de pagamento a vista que possui uma simples diferença, a presença de dois riscos paralelos em uma das extremidades de cima do documento. Esses dois traços são a garantia de que o cheque em questão será depositado na conta corrente do destinatário.

Ao cruzar um cheque há a garantia de que a quantia informada na ordem de pagamento será depositada na conta, ou seja, não é possível que o valor do cheque seja sacado por alguém. Esse tipo de ordem de pagamento é muito comum em empresas para garantir o pagamento à pessoa correta.

Os estabelecimentos utilizam desse tipo de cheque ao mandar seus office boys no banco para fazer o pagamento de funcionários ou o depósito de algum pagamento na conta da empresa.

Como fazer um cheque cruzado?

Inicialmente, deve-se preencher o cheque corretamente, informando o valor que será descontado da conta do emissor por extenso e numeral, a data do preenchimento da ordem de pagamento; e a assinatura do emissor. No final do processo, é preciso fazer dois riscos paralelos em um dos cantos de cima do cheque.

Como foi dito anteriormente, a única diferença entre um cheque normal e um cheque cruzado é a presença dos dois riscos paralelos no papel, ou seja, não é preciso emitir um documento diferente ou fazer uma solicitação especial para o banco onde o cliente tem conta.

Qualquer pessoa que trabalhe com a ordem de pagamento a vista pode emitir um cheque cruzado. Esse tipo de cheque é usado com o intuito de aumentar a segurança do emissor, pois ao cruzar um cheque, o dono do documento está garantindo que o valor não será sacado e sim depositado na contado favorecido.

Outras formas de aumentar a segurança do cheque

Além do cheque cruzado, também existe outra alternativa para garantir o cheque terá destino desejado pelo emissor, transformando a ordem de pagamento em um cheque nominal cruzado. Essa modalidade de cheque garante que somente uma pessoa poderá receber o valor do cheque em conta.

Isso quer dizer que o cheque nominal cruzado garante duas coisas: que o valor da ordem de pagamento não será sacado; e que o dinheiro será depositado na conta de uma certa pessoa. A diferença do cheque nominal cruzado com o cheque cruzado é que o emissor informa quem está recebendo o cheque, ou seja, quem será favorecido.

Essa é uma das formas mais seguras de utilizar a ordem de pagamento, pois deste modo, é possível evitar que o valor do cheque vá para outra pessoa, evitando furtos e golpes. Uma grande diferença que esse tipo de cheque possui é que não há como anular.

Ou seja, ao emitir um cheque nominal cruzado, o emissor da ordem de pagamento não pode anular o documento após de ser preenchido, obrigando o favorecido a depositar o dinheiro em uma conta corrente.

O cheque cruzado é uma ótima forma de garantir o depósito da quantia em conta e, para aumentar a segurança, também é possível especificar quem será o receptor da ordem de pagamento, o que faz com que a transação seja ainda mais verídica.


RSS por email

Deixe sua opinião “O que é um cheque cruzado? Como fazer?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.