Como encerrar e encontrar as contas bancárias de um falecido

Todos nós temos apenas uma certeza na vida: que morreremos. Os jovens não costumam ter tanta preocupação com isso, mas pode ser que já pensou em como será quando falecer. Será que cuidarão de suas pendências? Efetuarão os pagamentos necessários? Receberão o dinheiro previsto?

É uma série de incógnitas que sondam a nossa cabeça. Geralmente entre casais é comum compartilhar informações bancárias, como as contas, senhas, os bancos que possui um cadastro. Porém, nem todos os casos são claros assim.

Vamos supor que algum familiar seu acabou de falecer. No momento de realizar o inventário, ou organizar qualquer questão jurídica, pode ser que o advogado solicite as contas bancárias da pessoa, e aí, como descobrir quais contas o falecido tinha?

Falecimento

Para que a consulta seja feita será necessário do apoio legal de um advogado da confiança da família. O profissional deverá enviar ao Banco Central uma solicitação para informar sobre as contas e investimentos no nome do falecido. Além, é claro, dos valores e bens presentes nestas contas.

A partir da informação em mãos é possível, por exemplo, dar sequência ao processo de divisão da herança ou até mesmo outro processo jurídico que possa acontecer.

Uma forma de facilitar o processo para seus familiares é a elaboração de um testamento, no qual, deve conter todos os seus bens e contas bancárias. Nele é possível definir como deseja que seja a divisão, ou então, quais as pessoas beneficiadas.

Pode sacar dinheiro da conta de um falecido?

carta servicos cidadao banco central

O Banco Central tem todas as informações na Carta de Serviços ao Cidadão

Quando falamos sobre partilhar os bens devemos lembrar sempre que é uma ação feita por um profissional, no caso, um advogado. É dilapidação de bens sacar o dinheiro antes do processo de divisão da herança. Caso alguém realize, deverá pagar todos os valores retirados aos herdeiros pré-determinados.

Aliás, é recomendado que após o falecimento de uma pessoa não faça uso e nem movimentação em suas contas. É preciso que ela permaneça intacta, como anteriormente, para que se dê início ao processo de inventário de um falecido e assim a divisão da herança.

Advogado

Geralmente processos que envolvem dinheiros e bens acabam gerando confusões e conflitos. Caso o falecido não tenha emitido um testamento, é ideal que a família entre em acordo para a contratação de um advogado que irá cuidar de todo o processo.

Legalmente, o dinheiro deve ser apenas repartido entre os parentes e familiares da vítima. Ele segue uma hierarquia de parentesco e proximidade com o falecido. Partindo sempre do companheiro e filhos.

Caso uma pessoa tenha um relacionamento estável, mas não possua nenhuma documentação será necessário entrar em contato com um advogado para auxiliar o processo e garantir que receberá sua parte.

Atualmente há o processo de declaração de união estável, que se dá a partir de 10 anos que duas pessoas vivem juntas como marido e mulher. Comprovado a situação, mesmo sem o casamento civil, o companheiro ou companheira será beneficiado.

Herança

Não esqueça que no processo de herança são avaliados todos os bens de uma pessoa. Suas contas e os valores existentes, imóveis, veículos e outras propriedades. Em casos de propriedades físicas, considera-se o valor total da construção na divisão.

Pode ser que na divisão da herança uma pessoa fique com determinada quantia de dinheiro, outra um imóvel, outra um veículo. Tudo depende sempre do andamento da negociação entre os familiares.

Busquem sempre manter a harmonia e buscar formas de oferecer os melhores caminhos para que a divisão da herança seja o processo menos burocrático possível e desta forma todos recebam seus benefícios rapidamente como está estabelecido em lei.

Por fim, tente sempre deixar um testamento pronto informando seus bens e contas para facilitar em um momento que seja necessárias essas informações.


RSS por email

Deixe sua opinião “Como encerrar e encontrar as contas bancárias de um falecido

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.