Vale a Pena Parcelar a Fatura do Cartão de Crédito?

O cartão de crédito é uma ferramenta utilizada por muitos, mas nem sempre do modo mais seguro e sensato possível. Por meio do crédito é possível ter um prazo de até 40 dias para quitar suas compras, parcela-las e também realizar compras online. Ou seja, pode ser um facilitador para muitas pessoas que não possuem dinheiro imediatamente para adquirir um bem. Entretanto, caso o cartão de crédito seja utilizado de forma indiscriminada, ele pode trazer muitas dores de cabeça. No vencimento da sua fatura, pode ser possível que você não tenha como paga-la completamente.

Assim, prevendo este tipo de situações, as administradoras de cartões de crédito oferecem mais de um modo de pagamento da fatura. Pode-se paga-la integralmente, parcialmente ou parcela-la. O parcelamento é um método utilizado por pessoas que desejam diluir o valor total da fatura em diversos meses, facilitando o pagamento. Porém, o parcelamento pode ocasionar o acúmulo do dívida, que torna-se ainda maior com os juros. Sem dúvida alguma, o parcelamento deve ser uma opção para quem não consegue outra solução.

Parcelamento da Fatura

Na fatura do cartão de crédito são disponibilizadas algumas opções de pagamento alternativas ao pagamento integral da fatura. Estas opções são para pessoas que, por algum motivo, não conseguirão quitar o valor total da dívida naquele mês. Pode-se pagar a parcela mínima da dívida, um valor maior ou parcela-la.

O parcelamento pode ser feito de acordo com a preferência do cliente, por 6, 8, 12 meses, etc. Na fatura é disponibilizada uma proposta de parcelamento para o cliente, mas pode ser negociada de acordo com o prazo de pagamento que este deseja. Basta ligar para a Central de Atendimento do seu banco, ou se apresentar na agência.

Entenda quando o parcelamento da fatura pode ser válido

O parcelamento da fatura pode valer a pena para que não entre no crédito rotativo.

A questão é que o parcelamento da fatura, apesar de parecer vantajoso, pode ser algo prejudicial. Os juros dos cartões de crédito estão entre os mais altos do mercado, então isso significa que a sua dívida irá aumentar de forma excessiva, devido ao parcelamento. Porém, apesar disso, em algumas situações, o parcelamento pode valer a pena.

A primeira dica é que sempre se opte, quando não há condições de pagar a fatura integralmente, procurar por um empréstimo pessoal com taxas mais baixas que as do cartão de crédito. Assim, você poderá quitar a sua dívida, e trocar uma mais cara por uma mais barata. Procure no seu banco, ou em outros, opções de empréstimos pessoais cuja as parcelas sejam mais suaves do que o parcelamento da fatura com a administradora.

Caso você não consiga o empréstimo, é melhor que escolha o parcelamento ao pagamento mínimo. A efetivação do pagamento mínimo obriga o indivíduo a entrar no crédito rotativo, ocasionando uma bola de neve. Assim, nesta situação, o parcelamento é realmente a menor opção.

Desta forma, escolha um prazo e valores de parcelas que sejam benéficas a você, e que cabem facilmente em seu orçamento mensal. Ademais, não utilize mais o seu cartão de crédito até que toda a sua dívida seja quitada.

Dicas para utilizar o cartão de crédito

Como dissemos, usar o cartão de crédito deve ser algo feito com muito cuidado. Essa ferramenta pode tanto ajudar o indivíduo como também prejudica-lo. Por isso, iremos dar algumas dicas para que a utilização do cartão seja algo que contribua com sua vida financeira, algo que é possível.

Primeiramente, analise o seu limite de crédito. Infelizmente, este limite de crédito pode não ser condizente com a sua realidade, e isso pode ocasionar um gasto além da conta. Então, caso o seu limite seja maior do que você pode gastar mensalmente, peça uma diminuição deste. Isso porque muitas pessoas não conseguem se controlar financeiramente, e por isso tais medidas devem ser tomadas.

Ademais, realize um planejamento financeiro, para que determine como este cartão pode ser utilizado de forma benéfica. Saiba qual a parcela dos seus ganhos pode ser usada para quitar o cartão, sem que sua vida financeira seja comprometida. Recomenda-se que os gastos não passem de 30% da sua renda.

O cartão de crédito é uma ferramenta criada para que possa-se realizar compras parceladas, ou que necessitem de um prazo de pagamento mais longo. Acredita-se que a melhor forma de se utilizar o cartão é adquirindo bens duráveis, mais caros, de forma parcelada. É claro que isto é para quem necessita. Se planeje para que você possa comprar móveis, eletrodomésticos e outros produtos que lhe beneficiem. Assim, não comprometa o seu cartão com nada além disso.

Além disso, o último conselho é pensar, na hora de uma compra. Sempre analise se aquele produto realmente é necessário.


RSS por email

Deixe sua opinião “Vale a Pena Parcelar a Fatura do Cartão de Crédito?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.