Cheques de anos atrás pode ser depositado? O banco paga?

Os cheques podem até parecer obsoletos no mercado financeiro, mas engana-se quem pensa assim. Eles ainda são muito utilizados em transações, e por vezes, com valores altíssimos.

Seja pela falta de prática por usar esta forma de pagamento, seja pelos novos entrantes no mercado, ainda há muitas dúvidas em sua utilização. Do preenchimento ao depósito, alguns clientes ainda não sabem como proceder corretamente em cada situação. Por exemplo, um cheque de anos atrás pode ser depositado?

A princípio, é importante que saiba que existem prazos em relação aos cheques e que é preciso estar atento a eles. É a garantir que receberá o seu dinheiro na data certa.

Prazos para depositar cheques

De modo geral, um cliente tem até 30 dias, contados a partir da emissão do cheque, para apresentá-lo em uma agência bancária. Ou seja, depositar no caixa eletrônico ou em uma caixa físico. Você pode também optar por programar o depósito.

Esse prazo é considerado apenas para cheques de instituições financeiras na mesma cidade. Por exemplo, sua conta é do Banco do Brasil em São Paulo e você também recebeu um cheque do Banco do Brasil na mesma cidade. Caso a praça seja diferente, o cliente terá até 60 dias para realizar a transação, ou seja, o depósito, para garantir que conseguirá trocar o documento pelo valor descrito.

O que fazer com um cheque vencido?

cheque vencido

Um cheque deve ser depositado no prazo correto

Primeiramente, procure o emitente do documento, conversando e explicando a situação. Peça que ele refaça o cheque para que a dívida seja paga. Caso a pessoa recuse, você terá que tomar outras medidas.

Um beneficiário de um cheque, que se sinta prejudicado por um prazo vencido, pode solicitar uma ação de enriquecimento ilícito contra a pessoa que emitiu o cheque, contando a partir do dia em que consumar a prescrição do mesmo. É claro que para que seja válido sua ação, ele deverá possuir documentos e provas concretas, que demonstrem que o emitente agiu de má fé. Contas com testemunhas, documentos assinados e oficiais será muito importante para o processo.

Ao aceitar um cheque, conheça bem o emissor e tenha todas as provas em mãos, caso passe por uma situação similar.

Porém, para evitar situações desagradáveis como essa, deixe sempre o cheque com programação para ser descontado, desta forma, garante que o tempo não irá expirar.

Também não esqueça de sempre verificar todas as informações quando receber um cheque. Se as informações foram preenchidas corretamente, especialmente o valor e a data. Olhe com calma e cautela todos os espaços.

Prescrição de cheques

Para que um cheque prescreva, ou seja, perca o valor, deve passar seis meses do término do prazo de apresentação. Desta forma, um cheque de anos atrás até pode ser depositado, mas a empresa não irá pagar o valor.

Se o cheque for apresentado entre o prazo final, e houver fundos na conta, você receberá o dinheiro normalmente. Mas caso não possua, ele será devolvido, e o emitente estará incluso no CCF, o Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos.

Então, ressaltando, caso você deposite um cheque após o período de prescrição, ele não será pago pelo banco, mesmo que o emitente possua saldo disponível em sua conta.

E os cheques Pré-datados?

Tenha muita atenção com cheques pré-datados, ou seja, que possuem um prazo pré-determinado para serem descontados. Algumas vezes o emitente coloca como data o dia em que escreveu o cheque, o que posteriormente pode fazer com que ele seja prescrito, caso for emitido há mais de seis meses.

Verifique e certifique-se de que o emitente escreva no cheque a data no qual deve ser descontado e não a que ele exatamente está emitindo o documento, ainda mais quando forem muitas folhas.


RSS por email

Deixe sua opinião “Cheques de anos atrás pode ser depositado? O banco paga?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.