O que é Avalista e Fiador? Quais os riscos?

Ao fazer um contrato de empréstimo, algumas instituições financeiras solicitam garantias por parte do contratante do serviço, principalmente em contratos de empréstimos e locação. Para que a transação seja liberada, então, é costume ser necessário apresentar um fiador ou um avalista. Apesar de ser solicitado por alguns bancos, muitas pessoas acabam confundindo ambos.

Apesar de serem bem semelhantes, ambas possuem algumas diferenças, principalmente nas situações em que são solicitados um avalista e um fiador. O avalista é solicitado pelos bancos em contratos de empréstimo, enquanto o fiador é mais usado em casos de locação de imóveis.

O que é um avalista?

Quando um banco solicita um avalista para que determinado contrato financeiro seja aceito, a instituição está pedindo que uma pessoa, sem ser o próprio contratante do serviço, possa se responsabilizar por possíveis débitos que o tomador do empréstimo ou financiamento deixe em aberto.

Ou seja, um avalista é uma pessoa que fica responsável pela quitação da transação financeira, caso ocorra o calote por parte do solicitante. Entretanto, é importante enfatizar que o avalista, caso o solicitante do serviço não pague uma parcela, ele será acionado. Ao ser acionado, ele terá que pagar pelo valor que foi obtido pelo contratante no empréstimo, não sendo necessário arcar com as multas, taxas e juros.

Diferenças entre um fiador e um avalista

O fiador também é uma forma de garantia da quitação dos débitos que possam ficar em aberto e, além da diferença já citada, existem outras formas de diferenciação entre ambos. O fiador é acionado após várias tentativas de quitação do débito, diferente do avalista, que é acionado caso haja o atraso de uma parcela.

fiador avalista

Atenção nos contratos assinados como fiador ou avalista

Além disso, quando o fiador é acionado, ele fica responsabilizado por pagar as multas e taxas adicionais, como os juros, caso ocorra o atraso da quitação, principalmente em casos de locação, onde existem várias taxas adicionais em casos de dívidas não honradas.

Para ser o fiador de alguém, é necessário que seja apresentado algum bem para a garantia do pagamento, enquanto para ser um avalista não é preciso que seja apresentado algo de grande valor monetário. Ou seja, o fiador corre o risco de ter o carro ou, até mesmo a sua residência penhorada em caso do não pagamento do solicitante do empréstimo.

Dicas para ser um avalista

Quando alguém decide ser o avalista de algum amigo ou parente próximo, ele deve levar em consideração algumas situações. Deve-se conhecer bem quem será a pessoa que solicitou o empréstimo, principalmente a sua rotina financeira e capacidade de cumprir com os compromissos. Procure saber se essa pessoa costuma pagar suas contas em dia, se ela tem muitas dívidas ou empréstimos além de renda para quitar o que for necessário.

Também tente descobrir se a solicitação de um avalista está sendo feita por mera formalidade, ou se realmente existe a possibilidade de o avalista arcar com os valores da dívida. Deste modo, é possível evitar que novas dívidas sejam atribuídas ao seu nome.

Muitos acabam se tornando avalista de amigos e parentes por pressão ou medo de rejeição e, por conta disso, acabam entrando em uma dívida imensa. Por isso, antes de ser o avalista de alguém, tenha cautela e cuidado.

Riscos em ser um avalista

Antes de decidir ser o avalista de algum parente ou amigo próximo, é necessário ter alguns cuidados, principalmente com os riscos. Como o avalista é responsável pela quitação de um empréstimo, caso ele não efetue o pagamento ao ser solicitado, ele corre o risco de ter seu nome atribuído aos serviços de proteção de crédito, como o SPC e o SERASA.

Ou seja, se o avalista não conseguir quitar a dívida de um terceiro, ele poderá ter seu nome sujo. E ao ter o nome incluso nesses órgãos de crédito, ele acaba tendo maiores dificuldades para obter crédito e empréstimos.

Fora isso, pode ser acionado judicialmente para quitar as obrigações do contratante e ter seus bens bloqueados para quitação da dívida.

 


RSS por email

Deixe sua opinião “O que é Avalista e Fiador? Quais os riscos?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.