O que é LIS? Quais são as Taxas e Limites? Como Renegociar o Débito?

Comumente, quando um indivíduo necessita de dinheiro para adquirir algum bem ou serviço, ele recorre aos empréstimos com bancos ou mesmo com amigos e famílias. Entretanto, o processo de se obter um empréstimo pode ser longo, visto que é necessário apresentar documentos, negociar parcelas e prazos com as instituições financeiras, etc. Para facilitar esta situação, os bancos disponibilizam para alguns clientes o cheque especial, um limite de empréstimo pré-aprovado que pode ser utilizado a qualquer momento, na sua conta bancária.

O banco Itaú oferece o cheque especial, mas muitos dos seus clientes não entendem as siglas referentes a estes serviços quando elas aparecem em extratos ou Internet Banking. O LIS, Limite Itaú de Saque, é como o cheque especial deste banco é chamado. A taxa de juros do LIS é renovada todos os meses, e é informada aos clientes Itaú na fatura do cartão. Atualmente, a taxa mensal é 13,45%. Abaixo iremos falar mais sobre as taxas, como obter o crédito e também como renegociar o débito, confira.

LIS – Limite Itaú de Saque

O LIS, Limite Itaú de Saque, é o cheque especial do banco Itaú. Este é um limite de crédito, como um empréstimo pré-aprovado, que fica disponível na sua conta para imprevistos. O limite é disponibilizado pelo Itaú de acordo com a análise feita pelo banco. Os juros cobrados são proporcionais ao valor utilizado, da parcela do LIS.

Caso na sua abertura de conta não tenha contratado o LIS, pode fazê-lo pelo telefone, caixa eletrônico ou diretamente com o seu gerente, na agência. Para realizar este processo remotamente, acesse sua conta. Depois, clique em “Crédito”, “Meus Limites de Crédito” e, em seguida, “Não possui valor pré-aprova do no momento?”.

Entenda como funciona os juros do LIS

Os juros do LIS podem ser consultados mensalmente, de forma renovada, no extrato bancário.

Quais são as tarifas e juros?

Todos os meses os juros do cheque especial são renovados, e o cliente fica ciente deste valor por meio do extrato bancário. São cobrados o IOF e o CET. O IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras, e é recolhido pelo governo. Este valor é debitado no primeiro dia útil seguinte a utilização. Já o CET é o Custo Efetivo Total, representando a soma de todos os custos de manutenção do
cheque especial.

Além destes juros, no caso de atraso no pagamento do saldo devedor, são cobrados juros moratórios, na taxa de 1% ao mês, multa de 2% sobre o saldo devedor e também a tarifa de Adiantamento a Depositante, se o cliente tiver o AD contratado.

Atualmente, os juros de LIS são 13,45%, mensalmente. Para quem possui o Adiantamento a Depositante, é 14,45%. Os clientes que possuem a Itaú Conta Benefícios 2.0 contam com taxas diferenciadas. No que se tange ao LIS, 11,45% para pessoas com vínculo salarial, e 12,45% para indivíduos sem vínculo salarial. Em relação ao Adiantamento a Depositante, 14,45% para pessoas com e sem vínculo salarial.

Ainda, o Itaú oferece o Plano de Vantagens Itaú com Juros Reduzidos, com juros total de 12,45%. Nele, o Custo Efetivo Total passa de 14,08%, em relação ao LIS, para 13,08%. Logo, pessoas que desejam obter juros mais baratos podem optar por este plano.

Caso queira, é possível obter uma isenção de juros do cheque especial por 10 dias, corridos ou alternados, úteis ou não. Para obter este benefício, é preciso ter o Cheque Especial contratado, não ter estes benefício em outra conta, possuir os valores mínimos de investimentos há mais de três meses consecutivos e consultar o seu gerente para saber os valores mínimos exigidos para cada
segmento.

Como renegociar o débito?

O LIS é utilizado quando o indivíduo não possui saldo na sua conta, e usa o cartão na função débito. Por exemplo, caso o titular da conta possua apenas R$100,00 na sua conta, e precise pagar uma conta no valor de R$600,00, ele utilizará R$500,00 do seu cheque especial.

Este valor é pago quando é depositado algum saldo na conta-corrente, automaticamente. Entretanto, é possível renegociar o valor utilizado do cheque especial, caso não tenha condições de pagá-lo integralmente. Para fazê-lo, basta procurar uma agência bancária ou mesmo realizar a negociação pela Central de Atendimento. Pode-se parcelar o valor, combinando com o banco parcelas que cabem no seu bolso.

É recomendado que o parcelamento seja feito para que não se estenda muito o uso do cheque especial, visto que os juros desta modalidade de crédito são muito altos. Ademais, os juros do LIS são semelhantes aos do rotativo do cartão de crédito, tornando-os os mais custosos do mercado.


RSS por email

Deixe sua opinião “O que é LIS? Quais são as Taxas e Limites? Como Renegociar o Débito?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.