O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, conhecido pela sigla FIES é um programa criado pelo Governo Federal para oferecer financiamento a alunos matriculados nos cursos de graduação de instituições particulares.

Inscrições

Quem deseja se candidatar ao financiamento, precisa se inscrever no site do programa (http://sisfiesaluno.mec.gov.br/). Após efetivar a inscrição, é preciso validar os dados apresentado na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento da instituição de ensino do candidato. Depois de validar as informações, o estudante deve procurar um agente financeiro do FIES para formalizar a contratação do financiamento.

Financiamento

As formas de financiamento variam de acordo com a renda familiar do estudante.

FIES - Financiamento Estudantil
FIES - Financiamento Estudantil
  • Quem tem mais de 60% da renda familiar comprometida com o pagamento do curso superior, pode solicitar financiamento de 100% do valor cobrado pela instituição de ensino;
  • Estudante que tem 40% ou mais da renda comprometida, podem pedir financiamento de até 75%;
  • Quando a renda comprometida for igual ou superior a 20%, é possível solicitar financiamento de até 50%
  • Bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni) também podem solicitar financiamento de até 100% para o valor restante cobrado pelo curso de graduação.

Os juros cobrados são de 3,4% ao ano para todos os cursos e o prazo para quitação do financiamento equivale a 3 vezes a duração do curso.

Quem pode participar

Alunos regularmente matriculados em instituições de ensino não gratuitas e que tenham obtido avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). O estudante poderá solicitar financiamento para apenas um curso de graduação, não sendo aceitas as inscrições por pessoas que já foram beneficiadas pelo FIES.

Ficam impedidos de se candidatar ao financiamento aqueles alunos que estiverem com suas matrículas trancadas no momento da inscrição, bem como os que estiverem em dívida com o Programa de Crédito Educativo. Além disso, não podem concorrer ao benefício os estudantes com comprometimento da renda familiar com o curso seja inferior a 20%.