Você já parou para pensar que com o passar dos anos o uso do cheque foi se tornando cada vez mais raro? Em boa medida, essa mudança nas formas de pagamento se deve ao crescimento da utilização dos cartões de crédito e débito. Para o lojista é mais interessante trabalhar com cartões, porque existe a garantia de recebimento dos pagamentos. Por outro lado, os consumidores reconhecem que os cartões oferecem mais segurança e praticidade. Assim, o velho talão de cheques foi caindo no esquecimento.

Existem, sim, algumas situações em que os cheques ainda são muito úteis, como os cheques administrativos, além disso, o cheque permitia ao cliente alguns prazos e garantias de pagamentos futuras, como era o caso do famoso pré-datado. Essas características únicas dos cheques, no entanto, tem um equivalente nos cartões de débito.

Bom Para
Será que as vendas à prazo desaparecerão junto com os cheques?

Pagamento Pré-datado

Durante muito tempo, os cheques foram usados para pagamentos pré-datados. Uma espécie de acordo entre comerciantes e clientes possibilitava que o pagamento das compras fosse feito após alguns dias ou dividido em parcelas futuras (quem não se lembra do  famoso 30, 60 e 90?). Em outras palavras, ao invés do cheque ser descontado imediatamento após as compras, o prazo era estendido para aumentar o número de vendas ou para regular com o pagamento do emissor do cheque.

O uso do cartão de crédito também dá um prazo de até 40 dias para o pagamento das compras dependendo do dia da compra. Mas na função débito, o valor gasto geralmente é debitado da conta corrente do consumidor no ato da compra e só será efetuada se ele tiver saldo suficiente para tal. Para algumas pessoas, essa era uma desvantagem dos cartões de débito. Por isso, há algum tempo foi criado o débito pré-datado.

Débito Pré-datado

Alguns cartões de débito permitem que o cliente pague suas compras com até 60 dias de prazo. Na hora de efetuar o pagamento, ele negocia com o lojista o prazo desejado. Para realizar a operação, basta selecionar o modo “pré-datado” na maquininha de cartão e informar a data para cobrança. Funciona exatamente como o cheque, mas com a segurança e praticidade do cartão de débito.

Esta é uma função que apenas alguns cartões têm. Talvez o mais famoso deles seja o Banrisul Compras. Existem ainda algumas variações do débito pré datado quando se trata de cartões de poupança. Por exemplo, o Poupacard permite o débito apenas após o aniversário de sua poupança, assim você garante os rendimentos até o débito da compra. O que não deixa de ser uma outra forma de conseguir descontos, uma vez que haverá um crédito extra em sua poupança.

Quais Lojas Aceitam

Em tese, qualquer estabelecimento comercial que trabalhe com cartões pode realizar venda no débito pré-datado. No entanto, cabe ao lojista escolher se venderá à prazo ou não. O que acontece na prática é que pouquíssimos comércios operam com esse tipo de venda. E muitos vendedores e consumidores desconhecem a possibilidade. Ao que tudo indica, o “bom para” desaparecerá junto com os cheques.