Como Limpar o Nome Sujo?

Para termos uma vida financeira saudável e com a possibilidade de obter serviços de crédito e bancários, é preciso mantermos o nosso nome limpo. Para isso, é necessário sempre estarmos atentos aos nossos pagamentos, realizando-os nos dias corretos e sem atraso, não deixar pessoas desconhecidas ou não-confiáveis utilizar cartões de crédito em seu nome e também ser cauteloso com os sites que insere os seus dados, para que não sejam clonados. Estas ações previnem que o seu nome seja inscrito em órgãos de restrição de crédito. Porém, quando isso já ocorreu, o que deve ser feito para limpar o nome?

O processo de retirar o nome da restrição, na verdade, não é complicado. Basta que o indivíduo tenha interesse em procurar as empresas responsáveis e realizar uma negociação da sua dívida. Até mesmo é possível reduzir os valores dos juros e multas, entrando em contato com as empresas de cobrança. Abaixo iremos falar sobre os passos que devem ser seguidos para que o seu nome seja limpo.

Passo-a-passo de como limpar o nome

Algumas pessoas podem perder o controle de suas contas e acabar tendo os seus nomes inscritos nos órgãos Serasa e SPC. Apesar de muitos não darem importância a isso, é preciso nos atentarmos a esta questão pois, ter o nome sujo pode impedir que os indivíduos obtenham empréstimos, financiamentos, cartões de crédito, dentre outros serviços.

Assim, é imprescindível que, quando alguém perceba que seu nome está sujo, corra trás das empresas responsáveis para iniciar o processo de liberação da restrição. Abaixo iremos falar sobre todos os passos que devem ser seguidos para limpar o nome, confira.

Saiba como limpar o seu nome

Para limpar o nome é necessário entrar em contato com a empresa e negociar a sua dívida.

Descubra a empresa na qual está a dívida: Em primeira instância, é preciso identificar qual empresa lhe inseriu no SPC ou Serasa. Isso pode ser feito por meio dos cartórios, ou mesmo nos sites dos órgãos de restrição de crédito.

Entre em contato com a empresa: É preciso, então, entrar em contato com a loja, banco ou empresa de cobrança para negociar a sua dívida. Comumente, as lojas maiores, como Marisa, Riachuelo, dentre outras, repassam a cobrança e negociação para empresas terceirizadas, com as quais o débito será quitado.

Primeiramente, comunique a empresa o seu CPF e que deseja negociar a sua dívida. Este primeiro contato pode ser feito pessoalmente, pela Central de Atendimento ou por chats na internet. Desta forma, os responsáveis irão fazer uma pesquisa em seu banco de dados e identificar qual o valor você está devendo.

Negocie a sua dívida: É muito importante que você negocie a sua dívida, a fim de de obter um bom acordo para ambas as partes. Comumente, são oferecidas diferentes linhas de pagamento, que são à vista, parcelado ou parcelado com entrada. A opção ideal é aquela que lhe ofereça menos juros e multas, e que o valor total seja o menor.

Caso tenha condição, solicite a empresa um acordo, para que o pagamento seja feito à vista. Assim, a empresa se beneficia, pois a dívida será paga imediatamente, e o devedor também tem a possibilidade de poder pagar um valor menor do que teria, caso parcelasse a dívida.

Realize o pagamento: Após negociar a sua dívida, realize o pagamento da entrada, primeira parcela ou do valor total. É imprescindível que o pagamento seja feito no dia do vencimento do boleto emitido, pois, caso não seja, o acordo relativo à dívida é cancelado e você volta a sofrer os juros e multas.

Confira se o seu nome saiu do SPC ou Serasa: Por fim, após o pagamento ser feito, confira se o seu nome realmente saiu dos órgãos de restrição de crédito. Sempre guarde os comprovantes de pagamentos, números de protocolo e outros documentos que comprovem o seu contato com a empresa e o pagamento da divida. Pois, caso o seu nome não saia em até sete dias, é necessário entrar em contato novamente com a empresa.


RSS por email

Deixe sua opinião “Como Limpar o Nome Sujo?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.