Por quanto tempo devo guardar os comprovantes?

Uma carteira cheia… cheia de comprovantes. Quem nunca se deparou com a infinidade de documentos, recibos e cupons fiscais que guardamos? Como todos sabem, às vezes, quando menos se espera, precisamos comprovar um pagamento. Por isso, criamos o hábito de guardar tudo, indiscriminadamente. Isso gera um acúmulo de papelada e até menos uma confusão na hora de procurarmos algo de que precisamos.

Você sabe por quanto tempo manter cada um desses documentos? No futuro, talvez não tenhamos que lidar com tantos papeis. Mas, hoje em dia, ainda precisamos arquivar todos os comprovantes. Existem prazos específicos para cada tipo de documento, e iremos discorrer acerca disso hoje. Confira!

Quais são os prazos?

5 anos: A maioria dos documentos requer um prazo de armazenamento de cinco de anos.  O Código Civil determina que este é o prazo de prescrição de cobrança de taxas, como contas de água, luz, telefone e gás. O Idec ( Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor) recomenda que o indivíduo também mantenha por este prazo comprovantes de pagamentos de parcelas, como por exemplo, de consórcios, empréstimos e financiamento, até que o bem seja quitado por inteiro. Assim também funciona com mensalidades de instituições de ensino.

O IPTU e Imposto de Renda devem ter seus comprovantes guardados por tal período, contato a partir do primeiro dia útil do ano seguinte relativo ao pagamento, de acordo com o artigo 173, I, do Código Tributário Nacional.

Os comprovantes de pagamento de condomínios também de encaixam nestes prazos. Porém, segundo o Código Civil de 1916, os anteriores à 11/01/1993 devem ser guardados por vinte anos. Isso também se aplica aos comprovantes de planos de saúde e de cartões de crédito.

Em relação a serviços prestados por profissionais como médicos, advogados, peritos, dentre outros, os comprovantes também devem ser guardados por este prazo de cinco anos, pois são profissionais liberais. No caso do trabalhador, os recibos de pagamento de salário, 13º, férias, além do ponto, devem ser mantidos pelos 5 anos.

3 anos: Os recibos de pagamento de aluguel devem ser guardados por tal período, pois este é o prazo que o locador tem para exigir o pagamento de parcelas em atraso.

2 anos: Aconselha-se que quando houver o pagamento de multas de trânsito, que estes sejam guardados pelo período descrito, 2 anos.

1 ano: Este período vale pra pagamentos de alimentação e hospedagem, além de seguros de saúde. Para os planos de saúde, caso houve algum reajuste no valor, as parcelas anteriores a este reajuste têm que ser armazenadas por 12 meses. Isso também se aplica no caso de documentos relativos a licenciamento e pagamento de seguro do veículo, quando é necessário um novo documento.

90 a 30 dias: É importante ressaltar que este período é válido quando há a compra de produtos que vêm com esse prazo de garantia. Por exemplo, na compra de um ventilador com garantia de 90 dias, guarde o comprovante de compra, pois caso aconteça algum defeito ou avaria, pode-se pedir o ressarcimento do valor ou um produto novo. Isso também vale para serviços prestados.

Tempo indeterminado: Existem comprovantes que ficam com o consumidor por tempo indeterminado. Por exemplo, no caso de financiamento de veículos, casa e outros bens duráveis, os comprovantes devem ser guardados até que acabe de quitar todas as parcelas, o que é relativo. Isso também se aplica aos bens que não são duráveis, como celulares, computadores e etc, que devem ser guardadas até o fim da vida útil do produto.

Sabendo desses prazos, você pode criar pastas etiquetadas para arquivas os diferentes tipos de documento. De tempos em tempos, você pode jogar fora os que já estiverem fora do prazo, tomando cuidado para não disponibilizar para outras pessoas os seus dados pessoais.

Ademais, não basta apenas guardar os comprovantes em qualquer lugar. Eles devem ser mantidos em um local arejado, em que não haja a ocorrência de mofo ou cupim, sem goteiras ou muita umidade. Caso o documento seja avariado, ele perde sua validade. Ou seja, preste bem atenção a estes aspectos, e armazene tudo com bastante cuidado.

Tem alguma dúvida? Comente aqui embaixo!


RSS por email

Deixe sua opinião “Por quanto tempo devo guardar os comprovantes?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.