O que é valor venal do imóvel? E como é calculado?

Todo mundo que mora em uma residência possui conta a pagar referente a casa, como luz e água. Além dessas contas referentes ao consumo da casa, também existe um imposto que incide sobre os  imóveis, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que é calculado por meio do valor venal do imóvel.

Apesar do IPTU ser um dos impostos mais famosos do país, o valor venal do imóvel, que é utilizado como base no cálculo do tributo, é algo que muitos desconhecem. Por meio do valor venal de uma residência é possível obter outros valores, além do IPTU, como o preço da casa, por exemplo.

O que é o valor venal do imóvel?

Resumidamente, o valor venal do imóvel é uma estimativa do preço da casa, ou seja, o valor que a residência possui em situações de compra e venda. Essa aferição é determina pelo Poder Público Municipal por meio de um cálculo. A suposição leva em conta os valores que o imóvel poderia alcançar em uma transação, utilizando alguns fatores relevantes que podem contribuir para o aumento ou diminuição do valor total da casa em uma negociação.

O órgão municipal, que é aquele que recolhe o IPTU, se embasa, principalmente, nos atuais preços praticados no mercado para conseguir obter o valor venal do imóvel. Por meio desses valores, o município consegue chegar ao preço final do metro quadrado do terreno e de sua área construída.

Entretanto, não são somente esses índices que são usados no cálculo do valor venal do imóvel. Além do uso para cobrança de impostos, o valor venal pode ser a medida a ser usada em caso de ganhos em processos administrativos ou judiciais.

Como é calculado o valor venal?

Como foi dito anteriormente, a principal finalidade do cálculo do valor venal do imóvel é obter o preço de alguns impostos, como o IPTU, por exemplo, e as remunerações referentes a processos administrativos ou judiciais. Porém, também é possível determinar outros valores com o cálculo. Por meio do valor venal de um imóvel, a prefeitura consegue determinar quais bairros irão pagar maiores tributos e quais terão um valor de IPTU menos, o que faz com que alguns bairros acabem se valorizando e, consequentemente, valorizando os imóveis que são localizados neles.

Além disso, também é possível determinar os imóveis que são isentos de pagar esse tipo de tributo, como as residências localizadas em áreas de desmoronamento ou em outros locais de risco, como enchentes, por exemplo.

Na maioria das cidades, o cálculo do valor venal de um imóvel utiliza como parâmetro as particularidades da residência, como a idade do imóvel por exemplo. Também é usado como base do cálculo as funções do imóvel e da área de edificação. Por exemplo, prédios comerciais e residências tendem a possuir preços de IPTU diferenciados, mesmo se possuírem características semelhantes. Por fim, alguns municípios também usam o valor médio padrão de m² que é praticado naquele bairro ou quarteirão.

É importante enfatizar que cada cidade possui um método diferente para efetuar o cálculo do IPTU, por isso que em alguns municípios é comum haver residências que não pagam esse tributo, seja por conta da sua idade ou do tamanho.

Por conta disso, é necessário consultar a legislação municipal antes de efetuar o cálculo para estipular um preço na residência. Mas vale lembrar que, mesmo o cálculo venal sendo um fator importante na estipulação do preço da residência, ele não é o único.

O valor venal do imóvel ajuda muito no momento de impor um preço de compra e venda residencial, porém deve-se lembrar que o mercado imobiliário afeta no preço praticado, por isso que esse cálculo não deve ser o único fator a influenciar no preço final da casa.


RSS por email

Deixe sua opinião “O que é valor venal do imóvel? E como é calculado?

Regras para comentar

Os comentários são moderados e não serão aceitos ou respondidos sem cumprir as regras abaixo:

  1. Leia o artigo e os comentários para saber se sua questão já não foi respondida.
  2. Não respondemos por nenhuma empresa, sendo assim, não enviamos propostas ou damos suporte.
  3. Não faça propaganda.
  4. Comentários mal escritos, com erros e deselegantes, não serão aceitos.
  5. Não divulgue seus dados pessoais, como documentos, telefone, endereço etc, pois eles estarão vulneráveis.